domingo, 7 de março de 2010

Tio Belmiro


Aqui vai uma pequena homenagem a um dos maiores empresários portugueses de todos os tempos.
Este senhor Gajo é um sacana!
É verdade, mas também é o maior empregador nacional, e que eu me lembre, nos últimos 30 anos, não houve mais ninguém que não vivendo à custa do estado nem de negócios com o estado, tenha prosperado tanto.
Maior é a minha admiração quando seja qual for o governo, as criticas que este Sr. Gajo faz, são sempre fortes, sabendo ele que ganharia muito mais se simplesmente estivesse calado, ou se engolisse um sapito e apoia-se de vez em quando o governo… (alguém ainda se lembra da tentativa da OPA sobre a PT) hehehe
David a tentar comprar Golias… Claro que o estado lhe tirou o tapete, e o Sr. Gajo, perdeu mais uns milhões, porque as tentativas de OPA custam caro (mesmo as falhadas).
Como ele diz não há dinheiro que pague a liberdade de se dizer o que se pensa!
Perdeu ele, e ganhou Portugal, pois um dos remédios da Autoridade da Concorrência, foi obrigar a PT a separar-se da TV por cabo, ficado ambas as empresas em concorrência directa.
  • Os serviços melhoraram (Maior Rapidez)
  • Os preços baixaram para empresas e particulares
  • E o Sr. Gajo perdeu uns milhões…
Junto resumo de mais umas criticas ao Governo, desta vês até foi calminho (não chamou nomes a ninguém) …
O empresário Belmiro de Azevedo afirmou hoje, em Ponta Delgada, que o Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) é uma "coisa muito séria", defendendo que o país "não se pode armar em rico".

"Quem não tem dinheiro, não tem vícios. Nós não nos podemos armar em país rico sendo pobres e, neste momento, somos um país pobre", afirmou o empresário nortenho em declarações aos jornalistas.

Belmiro de Azevedo, que hoje recebeu o doutoramento honoris causa pela Universidade dos Açores, salientou que "o problema é que os recursos são limitados e os políticos têm tendência para esbanjar dinheiro, gastar o dinheiro que não têm e fazer promessas que sabem que não podem cumprir".

"Eu não acredito nessa maneira de gerir um país", afirmou. O empresário considerou ainda que o Orçamento do Estado para 2010 "vai ser aprovado um bocado aos encontrões", mas frisou que "o mais importante é que seja cumprido o que for aprovado".

"As pessoas e as empresas é que têm que se governar, porque o Governo desgoverna", considerou Belmiro de Azevedo.
O empresário apresentou ainda a sua posição sobre a melhor forma de atrair investimento para os Açores, defendendo a necessidade de transporte aéreo "rápido e barato".

"Tem que se chegar aos Açores depressa e de forma barata. Não se traz turistas sem transporte regular a preço baixo e isso representa um investimento pequeno, não é preciso comprar aviões", afirmou.

1 comentário:

  1. "O Poder da Formiga" - http://espiralpositiva.blogspot.com

    ResponderEliminar

;)