quarta-feira, 11 de maio de 2011

78 mil milhões? Ou 116 mil milhões?


Para onde vão os 78 mil milhões de Euros?

Vão em grande parte para pagar dinheiro que pedimos à 10 anos, e agora vence a dívida.

Esta coisa de emprestar dinheiro aos países é engraçada.

Se Portugal pedir no dia 01 de Janeiro de 2010 30 mil milhões a 10 anos e acordada a respectiva taxa de juros de 5%.
Não se paga nada até ao dia 31 de Dezembro de 2019, mas no dia seguinte temos de ter 45 mil milhões para pagar.
Pois, no dia em que cai a conta é que pagamos o que pedimos (30 mil milhões) mais os juros (5% por ano em 10 anos são 50% - e claro que 50% de 30 mil milhões são 15 mil milhões).
Portanto a dívida que está a vencer agora, era da década passada e nos próximos 3 anos vão entrar em Portugal 78 mil milhões ( eu sempre disse que são 100 mil milhões…)
Esses 78 mil milhões vão entrar em Portugal faseadamente ao longo de 3 anos e o empréstimo é a 10 anos, com a TROIKA a afirmar que cumprindo o programa, dentro de 3 anos, os mercados já confiam em Portugal…
Vou deixar a gargalhada para mais tarde, tentando só entender quanto vai custar isto tudo.
O empréstimo vem em 2/3 da FEEF e só 1/3 de FMI.

FMI – 26 mil milhões a 10 Anos com juros a 3.5% ou 4.5% ao ano pagando no final perto de 35 mil milhões.

FEEF – 52 mil milhões a 10 Anos com juros a 5.5% ao ano pagando no final perto de 81 mil milhões.

Meus amiguinhos em 2023 a conta cai, e por nos termos portado tão bem, os 78 mil milhões que necessitamos tem agora de ser devolvidos e a conta é 116 mil milhões!

E depois os meus amigos ficam espantados quando afirmo que Portugal sair do euro? Ou o euro vai acabar? É tudo uma questão de tempo! E quanto mais merda fizermos, menos tempo temos!

Podendo mesmo afirmar que o tempo dado a Portugal tem uma variação inversamente proporcional á quantidade de MERDA “made in Tugolândia”.

1 comentário:

  1. O problema está além de Portugal mas sim no actual sistema económico mundial que se baseia no monetarismo de Friedman...
    Infelizmente os ensinamentos da escola de Mises têm sido ignorados por todo o mundo fora e quando bater tudo no charco veremos o que irá restar.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Escola_Austr%C3%ADaca
    Apenas sobreviverão as economias que produzem bens ao invés de serviços.
    Apostem no turismo e esqueçam as indústrias ligadas ao mar e verão o que acontecerá à nossa economia ...

    ResponderEliminar

;)