segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Going Green offshore?!?


Eólica offshore é a nova aposta de Portugal, temos de reconhecer que somos diferentes.
De todos os contratos existentes (PRE) Produção em regime especial em Portugal os valores andam entre os 80€ e os 100€ por MW de energia.

Estes preços em regime especial justificam-se pois a energia eólica está no seu inicio e não pode concorrer directamente com tecnologias maduras.

Concordo!
Só que na Tugolândia os preços foram fixados por portaria, o enredo da composição dos preços, do caminho percorrido, os corredores do poder são muitas vezes dissimulados e confusos.

Eu, pelo contrário sou um gajo prático, não me interessa onde andaste…quanto é que custa?
80€ a 100€ por MW produzido… ok! Foi feito em gabinete e está CARO!

O Brasil acabou de licenciar 1805MW de capacidade instalada e o preço foi de 44€ por MW!
É que no Brasil, o leilão é público! Em Directo! Fica tudo à vista… e o preço reflecte essa transparência.

Em Portugal é preço de secretaria e custa o dobro ou mais, é o que temos.
Depois os contratos foram feitos em separado, primeiro adjudicamos as eólicas ao preço médio de 90€ MW, depois é que vamos construir as barragens de nova geração que permitem bombagem, para aproveitar a energia eólica que é produzida maioritariamente de noite e em excesso.

Essa energia, que andamos a vender aos espanhóis a rondar os 10€ MW e que acaba em Marrocos pois os espanhóis também apostaram forte e não tem capacidade para suportar o nosso excesso e o deles, acabando Marrocos a comprar energia que necessita, como do pão para a boca a valores muito baixos, é a vida.
Com a construção das novas barragens com bombagem metade do problema fica resolvido pois com a bombagem já não necessitamos de vender essa energia.

Vamos bombear a agua da albufeira novamente para a barragem iniciando de manhã novo ciclo com produção de energia através da água bombeada durante a noite.

Falta falar dos custos, como os contratos foram feitos em separado o estado paga 90€ pela produção da energia eólica + 11€ ou 12€ para a água voltar de novo à barragem (incluindo desperdício) + 55€ do preço contratualizado para as novas barragens…total  156€ ou 157€ por cada MW aproveitado pelas eólicas! Até estala!

Não contentes com isso agora vamos testar eólicas offshore?!? Anda tudo doido? O mar tem mais vento, mas os custos de instalação e manutenção são muito superiores, a tecnologia está nos seus primeiros passos e o preço contratualizado será 30% a 50% superior ao que é praticado em terra.
Não seria mais vantajoso, apresentar um concurso conjunto?

Se Portugal necessita de energia 24H por dia não seria melhor pedia ás empresas que se associassem e apresentassem propostas conjuntas para hídrica com bombagem e eólica?
E claro, tudo feito em leilão, como no Brasil, em directo para todos verem!

Eu sou a favor das renováveis, muito mais do armazenamento de energia, seja por bombagem ou de outra maneira qualquer, mas calma, com preços transparentes, e deixando o mercado funcionar!
É pedir muito?

5 comentários:

  1. Lá está, a energia..... Temos de conseguir ter energia mais barata, sem isso nada feito....

    Abraço e parabens pelo Post.

    Ass: NM

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde,

    Dois a-partes:
    As barragens de nova geração já existem a alguns anos, i.e. aguieira
    Por outro lado concordo que estes contractos são ruinosos para o estado.. mas afinal de contas que contractos não o são? lololol
    Até fico com pele de galinha como o outro lolol
    Estes parques tem uma grande vantagem em termos de produção, mas ninguém fala das perdas nem do mal que causa a rede ter um cabo de corrente continua no meio do mar. Já para não falar que um brinquedo destes a flutuar no mar não dura os 20/30 anos que duram os outros parques..
    é preciso pesar os prós e contras... eu pessoalmente sou contra!!!
    Mais vale construir mais barragens na foz do rio coa, tua e outros afluentes do Douro.

    ResponderEliminar
  3. Boas Nuno,

    Concordo que 1 das muitas medidas a tomar para que portugal tenha condições de crescer é o preço da energia, temos um longo caminho a percorrer até lá.

    ResponderEliminar
  4. Boas Kumba,

    Realmete já existe bombagem, mas se comparar-mos a bombagem disponivel com o excedente de eólica em muitas noites em portugal, dá vontade de rir.

    ResponderEliminar
  5. Exactamente,
    dai que se construa mais barragens no rio tua e coa!! o douro é dos rios com mais pluviosidade do mundo!! Temos de aproveitar!!!

    ResponderEliminar

;)