terça-feira, 18 de outubro de 2011

7% de contracção em 2012!




Não sou economista! Talvez por isso, não me seja difícil afirmar que o OE 2012 é uma falácia!
Está lá! Para quem tiver alguma duvida, a previsão de  2.8% de contracção económica para 2012!

Já alguém explicou, que o consumo interno é responsável por 2/3 do PIB?
2/3 São 66%!

Existem portugueses que em 2012 vão perder 24% dos seus rendimentos, mais aumentos dos produtos e sem contar com as reduções em sede de IRS!
Já alguém pensou que os privados, baseados na actuação do estado irão renegociar os vencimentos dos seus trabalhadores?

Para manterem o emprego, terão igualmente de perder 1 ou 2 ordenados dos 14 que recebem anualmente!
Sendo optimista, julgo que a contracção da económica devido à contracção do consumo interno rondará os 5% do PIB!
Mas não é só!
Faltam todos os esqueletos que estão escondidos dentro dos armários!
Se na madeira foi o que se viu, alguém no seu perfeito juízo pode afirmar que as regiões do continente não têm comportamentos iguais à região autónoma da madeira?
Alguém acredita que as câmaras municipais; juntas de freguesia; empresas Municipais; institutos e afins já mostraram todos os seus esqueletos?
Não existe desorçamentação escondida?
Claro que não!
Mas, o futuro a Deus pertence restando a Portugal Bipolar fazer uma pequena previsão para 2012…
Antes de chegar o verão, o nosso querido ministro da economia vai informar a Tugolândia que devido a…(qualquer coisa) a receita ficou abaixo das estimativas e claro!
São necessárias medidas adicionais!
Falta falar de Greves e afins! Eu considero mais 2% de contracção económica!
No final do ano de 2012 podemos contar com 5% + 2% = 7% de contracção do PIB!
Vai uma apostinha Vítor Gaspar?

2 comentários:

  1. Boas!
    Esta também é fácil de resolver!
    Primeiro o estado corta os subsídios de férias e Natal aos funcionários públicos, ...acaso se verifique, que o défice público não desceu o suficiente, aí, nesse caso, confisca-se os subsídios de férias e de Natal aos funcionários privados, ...é só assinar o decreto, e pronto já está.
    Parece anedota, mas não é.
    Se nos "paparem" esses subsídios, muitos de nós não conseguiremos honrar a totalidade dos nossos compromissos, sejam crédito da casa, pensões de alimentos, I.M.I., comida, combustíveis, etc.
    O governo preocupa-se muito com isso? ...NADA!
    Eu estive emigrado 7 anos, e perante esta situação, não hesitaria em voltar a emigrar novamente, ...não fosse o caso de já ser quarentão, e querer acumular anos de desconto até à pretensa reforma, e eu emigraria de vez.
    Sou português, gosto muito de Portugal, mas, acho muito sinceramente, que os próximos 10 anos aqui nesta minha pátria, vão ser de muito sofrimento para a maioria de nós.

    ResponderEliminar
  2. Boas,

    Muito mudou desde que em campanha foi dito que cortar subsídios seria uma estupidez...
    Agora o tacho esta seguro, pólo menos até ao verão de 2013.
    2013?
    Pois, por este andar é impossível este governo durar até ao verão de 2015!
    Digo eu…

    ResponderEliminar

;)