terça-feira, 13 de março de 2012

Portugal - O Senhor dos Anéis – Armazenamento Grupo Ocidental – (Cap. 9)

 Ilha do Corvo

Consultar Cap 3 e Cap 6 da Saga Senhor dos Aneis...

Depois de ligar ambas as ilhas é tempo de pensar em transformar estas ilhas em ilhas verdes.
As ilhas dos açores para produzir electricidade funcionam maioritariamente a fuelóleo (61.5%) e gasóleo (8.5%)

A Ilha do corvo funciona só a gasóleo, tenho uma curiosidade imensa em saber quanto custa transportar gasóleo para esta ilha para produção de electricidade.

Mas vamos ao que é importante, o Consumo da ilha do corvo ronda os 4MW/Dia.

O primeiro passo será Instalar uma torre eólica de 2MW.
Se a energia eólica não fosse intermitente e o vento existente fosse suficiente para manter as ventoinhas a trabalhar a 100% teríamos 2MW x 24Horas = 48MW.

Claro que isto nunca sucede e a energia eólica funciona maioritariamente de noite mas o valor médio de produção sobre a capacidade instalada é de 30%, neste caso a produção média seria de 14MW/Dia, mais do triplo das necessidades da ilha do corvo.
Neste caso vamos contemplar igualmente 10MW de baterias ao valor de 1.5 milhões por MW (123 Systems) juntando a tudo o que foi falado anteriormente sobre armazenamento já será suficiente para que as fábricas de produção de lítio e de baterias arranquem no nosso país.
Relembro que todas as empresas de armazenamento de energia apenas pagam 10% de IRC.
Como custo total para esta ilha teremos:
- Cabo de ligação Flores / Corvo (40MW)   Prysmian – 1.560.000€
- Ligações Cabo/rede– ---------------------------------------------75.000€
-Baterias para armazenamento de energia (10MW) - 15.000.000€
 - Torre Eólica de 2MW   -------------------------------------- 2.500.000€  
- 20 Seguidores solares com 104 painéis cada ---------- 1.746.032€ (Alteração I) 
Total investido na Ilha do Corvo – 20,806 Milhões.
ilha das Flores



Quanto à Ilha das Flores muito já está feito, faltam os últimos 100metros.
Consultando a EDA fiquei a saber que “No segmento renovável, de destacar dois grandes investimentos,num valor total de 1,8 milhões de euros em 2010 e que permitirão, aquando dasua conclusão, aumentar a autonomia energética da ilha para cerca de 87%. Oprimeiro diz respeito à construção de uma nova central hídrica, cuja entrada emserviço está prevista para 2012. Esta nova central, equipada com dois novosgrupos geradores de potência unitária de 550 kW, terá uma produção anual estimadade 5 GWh. O segundo refere-se à remodelação da Central Hidroeléctrica deAlém-Fazenda, cuja conclusão está prevista para o ano de 2013. O objectivodesta obra é a optimização da conduta, a manutenção do actual grupo IV, asubstituição dos três grupos geradores mais antigos e a automatização dacentral, para permitir o funcionamento da mesma e regime abandonado. Estacentral passará a dispor de uma potência total instalada de cerca de 1.606 kW ea produção anual rondará os 5,28 GWh.”

Claro que como as renováveis são intermitentes temos de resolver problemas adicionais, como é possível verificar no gráfico a produção em Julho e Agosto de 2011 foi entre 70% e 80% recorrendo a Gasóleo, pois nestes meses existe pouca água.

Convêm pensar duas vezes antes de atirar dinheiro para os problemas, como tal teremos de considerar um investimento suplementar de 1.8 Milhões para que ambas as Barragens tenham turbinas reversíveis e bacias de retenção de água, para que em meses de pouca água se possa reaproveitar a água utilizada na produção de electricidade.
Vamos igualmente considerar mais uma torre eólica de 2MW ficando as Flores com produção eólica a rondar os 30% das necessidades da Ilha.

Falta falar do armazenamento…
Para minha surpresa as flores e a graciosa já utilizam flyweels desde 2006!

Pensam pequenino, como é normal na Tugolândia e cada ilha tem 350Kw provenientes de uma flyweel da firma POWERSTORE.

Claro que teremos de considerar mais 100! A Beacon Power instalou 20MW por 53 milhões de dólares ou seja 1.9Milhões por MW.
Ficando com uma capacidade de armazenamento de 35.35MW de sistema Flyweel mais 2.7MW em bombagem.

Custos totais
- Nova hídrica e melhoramento de Além-fazenda – 1.8 milhões

- Turbinas reversíveis de bombagem e bacias de armazenamento – 1.8 milhões
- Torre eólica de 2MW – 2.5 milhões

- Armazenamento em Flyweel 35MW – 66.5 milhões
- 100 Seguidores solares com 104 painéis cada- 8,73milhões (Alteração I) 

- Custo remodelação de linhas de média e baixa tenção – 1.4 Milhões
- Ligações Cabo/rede– 75.000€

Custo total ilha das Flores – 82.80 Milhões.
Custo total Ilha do Corvo  20,88 Milhões.

Custo Total Grupo Ocidental – 103,686 Milhões
Alteração I

Depois dodesmantelamento da central fotovoltaica da amareleja temos de reaproveitar 2520 seguidores solares com 104 painéis cada.
Para o reaproveitamento dos seguidores solares e depois de pagar 200 milhões para que quem investiu se possa ir embora sem reclamar ( foi considerado um lucro de 8%/ano mais alcavalas…)

Temos de considerar mais 20 milhões de Euros para desmontagem, transporte e montagem nas ilhas.
Considerando estes custos cada seguidor solar fica por 87.301,59€.

Também é necessário ter em consideração a produção expectável, segundo dados da ERSE a produção fotovoltaica em julho (12.6%) e agosto (11.3%) é muito superior a janeiro (4.2%) ou fevereiro (4.8%).
E a amareleja apresenta melhores condições solares que qualquer ilha dos açores ou madeira, como valores de referencia vou considerar rendimento de 80% em relação à amareleja conforme quadro.

Para nos meses de verão estar mais confortável com o mix energético adotado e como temos de considerar ainda carros e barcos elétricos vou acrescentar dos 2520 seguidores solares desmontados 20 para o Corvo que nos meses de verão representam mais de 40% das necessidades da Ilha e 100 para as flores que no verão são responsáveis por mais de30% das necessidades.

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)