quinta-feira, 23 de agosto de 2012

A ditadura dos partidos – Ideias Gerais sobre Reforma Autárquica.

Depois de chegar ao Algarve e de analisar 4 distritos (Portalegre; Évora; Beja e Faro).

Foram 58 municípios e 361 juntas de freguesia, muitas delas com menos de 100 habitantes.
Tenho ainda muitas dúvidas e apenas algumas certezas.

- Qualquer Câmara Municipal deve servir 30 mil pessoas no Mínimo, podendo esse valor ser revisto em baixa em zonas pouco povoadas e de acordo com o desejo das populações.
- Entre Presidentes de Camaras Municipais, Presidentes de Juntas de Freguesia existem perto de 4500 Jobs, se juntarmos a isso todos os lugares a atribuir aos partidos em Camaras Municipais, Juntas de Freguesia e empresas Municipais os Jobs são contados às dezenas de milhares.

- Não é possível continuar com Juntas de freguesia que servem algumas centenas de pessoas (existem dezenas de casos em que as Juntas de freguesia servem populações com menos de 100 habitantes).
Cada Presidente, quando eleito tem dezenas de Jobs para distribuir pelos seus apoiantes, quanto maior for o numero de Jobs a distribuir, maior o poder.

“O clientelismo, as cunhas, o amiguismo e a oferta de cargos públicos para retribuir favores ou fidelidades partidárias tornou-se uma prática banal nos partidos políticos.
As juventudes partidárias tornaram-se em verdadeiras escolas de arrivistas e de ladrões do erário público, que desde muito cedo medram e se habituam a viver na dependência dos aparelhos partidários.”

Não existe criação de valor, mérito, o que existe é dinheiro, muito dinheiro que nunca chega, os Partidos Políticos querem sempre mais, e mais, quanto maior for a quantia angariada (independentemente do expediente usado) maior a sua influencia nos Partidos.
O objetivo não foi, não é, nem nunca será o bem servir as populações que os elegeram.

Necessitamos de Câmaras Municipais a funcionar como empresas (1 presidente+4 ou 5 elementos da direção)
Necessitamos de Juntas de Freguesia! Mas não para 100 ou 200 indivíduos.

Juntas de Freguesia com menos de 1000 Habitantes são para extinguir, entre 1000 e 2000 são para agrupar e isto fora das grandes cidades, onde juntas de freguesia com menos de 5000 habitantes não fazem nenhum sentido.
Não se mudam nomes de Freguesias, Conselhos ou Cidades.

Não se Juntam nem se extinguem!
Todas as Localidades permanecem com o mesmo nome ( O meu nome é João, não aceitaria de bom grado passar a responder por Paulo, António ou Bernardo) mas não é necessário ter uma Camara Municipal e dezenas de Juntas de Freguesia para menos de 3000 pessoas, é ridículo e é desperdiçar dinheiro que não temos.

Fica o desabafo, conclusões só quando acabar de analisar todas as Regiões, a caminho de Setúbal aí vou eu rumo a Norte, pois sobre o sul já estamos conversados… aqui; aqui e aqui.
Link para Consulta e recolha de informação (1 e 2)

1 comentário:

  1. When I originally left a comment I appear to have clicked the
    -Notify me when new comments are added- checkbox and from now on every time a comment is added
    I receive four emails with the same comment. Is there a means you are able to remove me from that service?

    Cheers!
    My website :: reparacion portatiles barcelona

    ResponderEliminar

;)