terça-feira, 19 de março de 2013

CHIPRE, Quando o não assunto se torna assunto.


Quando o não assunto se torna assunto “a coisa” fica séria.
Chipre!

Nem mais, nem ontem! Um país em que a sua economia representa tipo 10% da economia Portuguesa é por si só um não assunto.
17 Mil milhões de €uros de PIB são números insignificantes, para uma “União Europeia”.

Os problemas estão nos detalhes…
Chipre tem atualmente uma divida de 84% do PIB e necessita de 17 mil milhões de Euros, que são 100% do PIB.

A União Europeia e o FMI confirmam o empréstimo a chipre de 10; 11 ou 12 Mil Milhões, o resto, bem o resto têm de nascer por geração espontânea.
As contas são simples de fazer, se chipre deve 14 mil milhões (84% do PIB) e a U.E. mais FMI emprestam mais 11 Mil Milhões a divida cipriota fica avaliada em 25 mil Milhões.

25 Mil Milhões de €uros são nem mais nem menos que 147% do PIB Cipriota!
Se a divida Portuguesa já representa 120% do PIB e para 2013 vamos acrescentar mais 5.5%, para em 2014 acrescentarmos mais 4.5% e em 2015 acrescentarmos mais 2.5% chegamos a 2015 com uma divida de 132.5% do PIB, tudo seguindo as previsões do nosso visionário Vítor Gaspar!

Ora, em Portugal já todos estão familiarizados com as previsões do Vitinho e se existe denominador comum, esse é que as previsões pecam sempre por defeito!
Mantendo por absurdo que desta vez tudo bate certo e que com os cortes que se avizinham chegamos ao final de 2015 com o mesmo PIB que iniciamos 2013.

Estaremos portanto em ano de eleições legislativas com uma divida às costas de 132.5% do PIB!
Não contando com os esqueletos que permanecem escondidos nos armários de TODOS os bancos nacionais!

A dívida da CP;
A dívida da REFER;

A dívida da STCP;
A dívida da Carris;

A dívida do Metro de Lisboa;
A dívida do Metro do Porto;

As dívidas escondidas de 308 camaras municipais e de mais de 4.000 freguesias.
As dívidas de clubes de futebol.

As dívidas de empresas municipais ou municipalizadas.
As dívidas de institutos e fundações.

Sejamos honestos, neste momento se contabilizarmos apenas as entidades supracitadas uma divida de “apenas” 147% do PIB seria uma dádiva para Portugal.
Pois…tudo somado atualmente já devemos muito mais que isso.

O PSD sabe isto, o PS e restantes partidos igualmente.
FMI e U.E., idem, idem, aspas, aspas!

A dívida portuguesa é gerivél, a Italiana e Irlandesa também…
Então e os Gregos?

Alguém ouviu falar da Grécia ultimamente?
Entrou a troika e voltou a sair? Foi isso? Para dar mais tempo? Mais tempo????

Se eu bem entendi, Chipre ficou a arder 5 mil milhões de €uros em divida Grega por imposição da U.E. e agora são os depositantes chamados a pagar idêntico valor? É isso?
E julgam que isso vai resultar?

Se eu há mais de 2 anos que aconselhei TODOS os Portugueses com dinheiro a alugar um cofre e lá depositar notas de 4 ou 5 nacionalidades que direi agora que depositantes Cipriotas foram espoliados de perto de 10% dos seus depósitos?
Que isto vai correr bem?

Com uma economia em ruinas em TODA a U.E. estamos quase a chegar à prosperidade?
É isso?

Os depósitos nos bancos estão seguros???
É retirar o dinheiro TODO dos Bancos! Já! Ontem já era tarde…

Tic…Tac…Tic…Tac…Tic…Tac…Tic…Tac…Tic…Tac… Tic…Tac…Tic…Tac…Tic…Tac…Tic…Tac…Tic…Tac…

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)