quarta-feira, 11 de junho de 2014

Nova Fábrica de Motos NA GUARDA – Portugal o Senhor dos Anéis – Cap. 49.




Com a aposta em mobilidade dispensando derivados de petróleo Portugal passa a olhar o mundo com olhos diferentes.

Aproveitar o que temos, reduzir importações, mostrar valor do produto para obter apoios, simples e prático.

Na Guarda, junto às minas da Felmica, vai nascer a nova fábrica de transformação de calhaus em Lítio.
Na Guarda, junto à fábrica de Lítio, que vai nascer a nova fábrica de transformação de baterias.

É estratégico que seja a Guarda a Liderar o Cluster de Mobilidade em Portugal e a instalação da nova fábrica de Motas seja apenas uma consequência.

Já fabricamos em Portugal Pneus –Continental.

As Jantes e todo o Corpo do motociclo são fabricados em materiais compósitos – RC FibreComponents.
Motores eléctricos para motociclos são bastante simples e tem a vantagem de poder ser aplicados em veículos movidos a baterias ou a hidrogénio, sendo em Portugal a EFACEC uma escolha óbvia englobando gestão carregamento e motores eléctricos para todo o tipo de veículos de transporte.

Estofos e acabamentos? Também temos na Autoestofos à mais de 20 Anos!

O que falta? Falta vontade e visão e claro, apoios governamentais, vamos então a isso.

Para falar de apoios governamentais temos primeiro de falar de Objectivos para motas movidas a Baterias ou Hidrogénio:

Autonomia  mínima– 200km.
Tempo Máximo de Carga (Rápida) a 80% - 30 min.

Tempo Máximo de Carga (Normal) a 80% - 5 Horas.

Vida Útil Mínima – 15 Anos.

 Quem atingir este objetivo poderá ter apoios, quem não atingir não terá, simples.

Apoios

·        Com o início de produção ou construção da fábrica, depois da apresentação do protótipo -  5 milhões de €uros de prémio (produção em Portugal).

·        Todos os veículos vendidos em Portugal ou para exportação estão livres de Impostos.

·        Empresa com produção em Portugal paga 10% IRC + 3% para Trabalhadores. Sendo este valor distribuído pelos trabalhadores em anos sem greves, cada dia de greve corresponde a menos 1%.

·        Empresa com produção em Portugal paga 10% S. Social sobre todos os trabalhadores com ordenados Superiores a 750€ (1.5 x S.M.N.), atualmente são 23.75% (para a S. Social).

Todos os Particulares que comprarem algum destes veículos não pagam nenhum imposto, não pagam ISV, nem IVA nem ISP pois são green, como bónus, Não pagam igualmente Portagens, enquanto nas autoestradas não for registado um trafego superior a 10% ou a 2 Milhões de Euros, sendo esse valor distribuído pelos condutores dos restantes veículos.


Modelos

·        Zuper-E – Scooter movida a baterias- Velocidade max: 70km – Autonomia – 200km.

·        Zuper-H – Scooter movida a Hidrogénio- Velocidade max: 70km – Autonomia – 200km.

·        Alpha-E – moto de estrada movida a baterias- Velocidade max > 200km – Autonomia – 200km.

·        Alpha-H – moto de estrada movida a Hidrogénio - Velocidade max > 200km – Autonomia – 250km.

·        TT-E – moto Todo o Terreno movida a baterias- Velocidade max > 150km – Autonomia – 200km.

·        Alpha-H – moto de estrada movida a Hidrogénio - Velocidade max > 150km – Autonomia – 250km.

Motos pré-Aprovadas para produção em Portugal, Bastando o Inicio da Construção da Fábrica e apresentação do protótipo para obtenção dos Apoios referidos.

1.     Mission Motors - Velocidade max – 240km – Autonomia 225kms – Baterias.

2.     Zero  - Velocidade max – 160/240km (Modelos Cross e Estrada) – Autonomia 275kms Baterias.

3.     Ion - Velocidade max – 160km  – Autonomia 300kms Hidrogénio.

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)