terça-feira, 14 de outubro de 2014

Professores, a SAGA continua.



Muito se tem falado na colocação de professores, falhas aqui, falhas ali, falhas por todo o lado.
Existem 2 tipos de professores, os contratados e os do Quadro (É assim que eles se tratam).

Os contratados, são basicamente os escravos do sistema, podem ser colocados no Minho, no Algarve ou em qualquer outro sítio, se a coisa corre mesmo mal são colocados no Algarve, para na semana seguinte descobrirem que ouve um pequeno erro e afinal é mesmo no Minho que serão colocados, isto claro depois de se mudarem de armas e bagagens e de já terem alugado casa.

Os outros são os príncipes do sistema, não são avaliados e independentemente de terem as carreiras congeladas, tem a garantia de chegar ao topo da carreira em tempo útil (ainda ando a digerir esta).

Podem ser excelentes, bons ou muito, muito maus, como em todas as profissões, existem os bons e os maus, mas sendo professor, bom ou mau a garantia é a mesma, chegam todos ao topo da carreira, julgo que em tempo útil seja até à reforma.

Se a moda pega é ver o pessoal nas empresas a pedir o ordenado do Gerente.

Vamos iniciar “a coisa” pela VW, todos os empregados da fábrica tem a garantia de chegar a Gerentes da fábrica em tempo Útil, será que resulta?

A solução passa invariavelmente por pedir a demissão do Ministro.

Sai o ministro, todos os secretários de estado, seus ajudantes e secretárias, pagamos indemnizações a todos, para até ao Verão de 2015 termos um novo Ministro, ficando tudo na mesma, que é exactamente o que convém.

Temos excesso de professores, considerando a taxa de natalidade dos últimos anos e a progressão da economia, teremos certamente excesso de Professores nos próximos 10 a 15 anos.
Podemos escolher os melhores?

Como em qualquer empresa, se existe excesso de mão de obra, escolhemos os mais qualificados e dispensamos ou outros, os excedentários.

Podemos fazer isso na educação?

NÃO! 

PORQUÊ?

Quando respondermos a esta simples questão, podemos resolver muitos dos problemas da educação, enquanto insistirmos em empurrar com a barriga, será apenas mais do mesmo.

PortugalBipolar, sempre foi um lugar onde se apresentam ideias práticas, aqui fica mais uma:

 - Se é para ficar tudo na mesma, substituindo o Ministro e tal, se é para tratar Professores contratados como ESCRAVOS DE UM MAU SISTEMA e professores do QUADRO como REALEZA, independentemente da Meritocracia, passem a colocação de professores contratados para JULHO, assim quando der MERDA ainda sobra o mês de Agosto e metade de Setembro para resolver os problemas.

É penosa esta vergonha, chegaremos ao final de Outubro, com muitas turmas sem professores e com milhares de professores no desemprego.


Os Homens e Mulheres de amanhã merecem mais, muito mais!


Um grande bem-haja para todos.  

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)