domingo, 6 de setembro de 2015

Ligação Eléctrica Sines / Funchal / Tenerife / Cabo Verde - Portugal o Senhor dos Anéis. - Cap. 59

A Península Ibérica é uma ilha, quando falamos de energia, funciona desligada do resto da Europa.

Existe actualmente a esperança de Espanha ter ligações com França capazes de suportar 8% das necessidades, falamos de 2.400MWh ou 2,4GWh, ridículo, para não dizer outra coisa.

Depois temos as Ilhas, tanto Portugal como Espanha funcionam mal, cada ilha, cada sistema autónomo de produção de energia.

Perto de 85% das necessidades energéticas das ilhas são produzidos recorrendo a fuelóleo, que por cada MWh de energia produzida, liberta para a atmosfera toneladas de CO2; SO2 e NOx.

A solução está no mar, como estava no Sec. XV, ligando as ilhas à península através de cabos submarinos, fabricados na nova fábrica da Prysmian; ABB ou Nexans.

O preço “chave na mão” anda nos 1.300€/km/MWh, sendo estimado para a 1ª ligação uma capacidade de 2.000MWh ou 2 GWh.

1ª Ligação – Sines / P. Santo_Funchal
2ª Ligação – Funchal / Tenerife
3ª Ligação – Tenerife / Cabo Verde (Boa Vista)

Actualmente as ilhas da península são abastecidas 16 vezes por ano, com fuelóleo e outros combustíveis permitindo que produzam electricidade e possam ter mobilidade, proporcionada por carros movidos a combustíveis fósseis.

Pagamos milhões de €uros em custos de insularidade mas o dinheiro nunca chega à população.

É utilizado para pagar a grandes companhias petrolíferas para que 3% a 5% da nossa população possa ter electricidade e mobilidade no meio do oceano, pelo caminho libertam para a atmosfera toneladas de Dióxido de Carbono; Dióxido de Enxofre entre outros. 

Acrescentando ás toneladas de gases nocivos libertados para a atmosfera, os custos associados são superiores a 200€/MWh de energia fornecida.

O custo são 8 mil milhões de Euros, a que teremos de acrescentar as ligações entre ilhas (Canárias e Cabo Verde), considerando que a divida de Portugal são 230 mil milhões de Euros, acrescentando o custo de comprar o petróleo; transforma-lo e transportar para as ilhas, esta empreitada arriscasse a poupar dinheiro aos países Ibéricos...


Sem comentários:

Enviar um comentário

;)