quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Não Voto no PCP-PEV



Não, não sou capitalista nem pouco mais ou menos.

Sou um trabalhador como qualquer outro, quando tenho trabalho, sou todavia incapaz de votar PCP.

Qualquer historiador explica a este imberbe a importância do PCP, antes e depois do 25 de Abril.

É e será o partido dos trabalhadores!

A classe operária, os reformados e pensionistas são a razão de ser deste partido.

Desde que Portugal deu o grito de Ipiranga pondo fim à ditadura o PCP tem sido incansável na defesa dos trabalhadores.

Depois de mais de 40 anos de luta os Trabalhadores Portugueses são os mais mal pagos da Europa, pior que nós só a Albânia.

Eu que sou pessoa prática aconselho a agricultura ou as pescas.

Meus amigos vão cavar batatas ou apanhar peixe, ou melhor, depois de mais de 40 anos de luta o melhor é a reforma.

Não consta que os trabalhadores em Portugal tenham mais regalias que em França; Espanha; Alemanha ou Inglaterra, ganham é bem menos de metade.

É o PCP a defender os trabalhadores e o CDS a defender a lavoura, meus amigos, não façam rigorosamente nada e já ajudam.

Depois temos os Verdes, partido que já concorreu a uma dúzia de eleições mas nunca foi a votos, tendo para o parlamento de Portugal direito a 3 deputados, não é engraçado?

Não vou votar PCP porque os trabalhadores não necessitam deste tipo de defesa.

Os trabalhadores necessitam é de trabalho! Necessitando o país de menos greves.

Não pode existir o direito de 3.000 trabalhadores dos transportes paralisarem uma cidade com 3 milhões de pessoas a circular diariamente.

Greves sim, nas horas de ponta, Não! Déjà vu? Pois…

Meus amigos, eu não vou por ai…

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)