segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Truca – Truca 33 anos depois, ficou capado o Morgado! Ficou capado, mas não calado…



Portugal e a sua gente são de uma excentricidade paralisante.

Somos pelo diálogo, tudo muito bem, sim senhor, andamos para a frente, depois para o lado, damos mais um passo e passaram 33 Anos!

Portugal demorou a vida de Jesus Cristo até chegar aqui, o debate não acabou, longe disso, mas começou em 1982, passaram 33 Anos.

Para os mais novos e para os distraídos eu relembro que em 1982 realizou-se o 1º debate parlamentar sobre a interrupção voluntária da gravidez.

A discussão acalorada, como sempre, com ambos os lados a grunhir argumentos, ninguém ouvia ninguém.

A certa altura o Sr. João Morgado afirma alto e bom som que “O acto sexual é para ter filhos!”.

A nossa saudosa Natália Correia respondeu assim…


“Já que o coito – diz Morgado –
tem como fim cristalino,
preciso e imaculado
fazer menina ou menino;
e cada vez que o varão
sexual petisco manduca,
temos na procriação
prova de que houve truca-truca.
Sendo pai só de um rebento,
lógica é a conclusão
de que o viril instrumento
só usou – parca ração! -
uma vez. E se a função
faz o órgão – diz o ditado –
consumada essa excepção,
ficou capado o Morgado.”

Passaram 33 Anos e este tema ainda não está fechado?

Só aqui, na Tugolândia! O Morgado ficou capado mas não calado...

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)