sexta-feira, 26 de agosto de 2016

A WORTEN, seus Empregados e clientes e a Forte cultura matemática vigente em Portugal.






Na semana passada deparei-me com um problema para resolver. Nada de grave, o “tijolo” que utilizava para comunicações móveis explodiu a bateria.

Enquanto conduzia ouvi um “TAAAK” e um movimento no bolso, peguei no telemóvel reparando que a tampa traseira se tinha separado do resto.

Assim que cheguei ao destino, um olhar mais atento revela que a bateria tinha explodido, pois estava com o dobro da altura, impedindo o telemóvel de fechar.

Os problemas nunca acontecem nos dias bons, mas este teve o inconveniente de se avariar 2 horas antes de algo importante.

Esperava um telefonema que me permitiria ganhar algum dinheiro e sem telemóvel isso não iria acontecer.

Sai de URGÊNCIA a caminho da WORTEN.

Na WORTEN o pessoal estava em dia de formação, nada melhor que formar enquanto se trabalha, o Formador vai informando o Formando dos procedimentos habituais para cada tipo de negócio.

No país das tangas e das manigâncias a ultima moda da WORTEN são os seguros e as prestações.

Antes de adquirir o telemóvel passei os olhos pelos diversos modelos e respectivas condições de pagamento.

Podemos pagar a prestações? Olha, que engraçado… pagar em 3 vezes não tem juros, mas em 6 ou 12 vezes os juros são de 17.50%!

Mas alguém cai nisto? Pensava eu enquanto esperava na bicha para ser atendido…(Sim eu digo bicha, sempre o fiz e julgo que é para manter independentemente de existir uns quantos ofendidos).

 adiante!

As idades variavam entre os 18 anos e os 23 no máximo, idade atribuída a formadora que me atendeu, sendo por ventura a mais velha do grupo.

Antes de mim uma senhora que aparentava mais de 5 décadas bem vividas e um profundo conhecimento de cozinhados bem temperados e com molhos diversos a preceito.

Também vinha comprar 1 telemóvel! E até já sabia o que queria, quero aquele ali, dizia ela apontando para 1 dos muitos telemóveis daquela bancada.

A empregada / formadora prontamente se abeirou do telemóvel em questão, acompanhada pela formanda.

Faltava fazer a continha e ai o espanto foi total.

Em quantas prestações vai pagar? Temos 3; 6 ou 12, qual a modalidade que mais lhe convém?
Talvez de 12? Responde a cliente.

Rapidamente passamos para o seguro, estás a ver aqueles seguros, que não servem para nada, e que custam um balúrdio?

Aqueles que quando existe algum problema com o equipamento e o seguro é acionado existe sempre uma clausula que por má utilização ou descuido a seguradora recusa pagar qualquer verba? É esse mesmo que estamos a falar!

E custa 10%! DEZ POR CENTO? Está tudo doido?

Antes que a cliente possa responder as contas já estão feitas! Ocultando que o seguro custa +10% e ocultando que o pagamento em 12 prestações custa mais 17.50%, sai o valor mensal.
Se a Senhora aceitar fica a 72.6€/mês. Fica baratinho.

E o negócio avança, com a formanda a assimilar todo o processo.

Vai pagar em juros e seguros 197€, tendo gasto 674€ num telemóvel que nitidamente não lhe fazia falta. São as modernices e o pessoal fica bem é com aqueles grandes e fininhos. 

Exatamente o que fazer com ele fica para depois, está na moda.

Chegada a minha vez, informei que queria adquirir igualmente 1 telemóvel, com a advertência que queria o mais barato possível.

A formadora, franzindo o lábio superior informou-me que mais baratos só aqueles de teclas, está a ver quais são…

Fiz o meu melhor sorriso e informei a personagem que esses são “MUITA BONS!”.

Quando me perguntou se queria fazer seguro, nem lhe respondi, limitei-me a sorrir, era tudo o que ainda conseguia dar.

Sabe, somos obrigadas a perguntar, informou a formadora perante o meu silencio.

Estou a ver que sim! Faz parte das normas.

Quando ia efetuar o pagamento com multibanco, voltei a pasmar!

Na WORTEN por predefinição a opção dos cartões é o crédito! Para pagamento multibanco, temos de carregar no botão com a setinha para baixo, movendo a opção seleccionada para multibanco.

Não aquentei mais! Isto está lindo! Então por predefinição a opção dos cartões é o crédito?

Mas isto é assim? Prestações a 18% de juros, seguros que carregam com mais 10% e o cliente nem percebe nada e no fim, para sobremesa sai a credito por que é assim????

E cada vez será pior, informa a formadora com ar convicto.

Resta-me desejar-lhe uma boa tarde, informando que cada um escolhe o caminho que percorre, tenho pena que neste país a maioria escolha de olhos fechados.

Mas sobre isso nada posso fazer, resta aguardar que rebente! Com esta gente e esta maneira de pensar e decidir, não deve demorar muito!

Vai uma aposta? Eu arrisco 1 de maio de 2019! E tu?


Nota: Para os mais atentos falta responder a umas coisinhas.
1.      O meu telemóvel custou 30€, claro que não fiz seguro e paguei a pronto por MB.
2.      O telefonema recebido pagou de longe o tm adquirido.



Um grande bem-haja,


Jony(-h)

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)