terça-feira, 22 de novembro de 2016

5 semanas de discussão sobre a Caixa Geral de Depósitos e os jornaleiros do costume.





Primeiro foram os ordenados milionários, foi assunto para uma semana.

Ficamos todos escandalizados com os 423 mil euros anuais de ordenado, um absurdo para um país com ordenado mínimo de 557€ (Jan 2017).

O mesmo país que convive confortavelmente com ordenados de futebolistas de 3 milhões.

3 milhões para dar pontapés numa bola, tudo bem! Meio milhão para gerir o maior banco português é um absurdo.

Depois, como a noticia não ganhou tracção passamos para as declarações de rendimentos.

Já entregou? Não entregou? Vai entregar? Divagação para cá, divagação para lá todos os dias temos notícia.

Eu, preferia gastar o tempo a saber a razão pela qual o estado injectou 1.65 milhões de Euros na Caixa em 2012 e agora vai novamente abrir os cordões à bolsa e vomitar mais 5 milhões de Euros.

Sim, eu sei que são imparidades.

Sei igualmente que houve especulação com o BCP, com dinheiro da caixa.

Milhões para comprar acções! Quem aprovou empréstimos com fracas garantias a Joe Berardo superiores a 300 milhões?

Quem aprovou o financiamento megalómano da Artlant?

300 milhões para Vale do Lobo?

271 milhões para a Auto-Estradas Douro Litoral?

Estes empréstimos obrigatoriamente tem o crivo de todo o conselho de administração!

237 milhões para o grupo espirito santo? Quem aprovou isto?

Os espirito Santo tinham 1 banco! Mas como não podiam emprestar a eles próprios, a Caixa facilitou 237 milhões pro bono. Quem aprovou isto?

E os 225 milhões para o grupo Lena?

O nosso amigo António Mosquito, consegue 338 milhões?



E agora temos mais um grupo de administradores com reformas douradas? E toma lá a conta de 7 mil milhões de Euros?

Isto só em juros anuais são 220 milhões! Visto que é valor para engrossar a divida! Que tenho de pagar juros!

E passamos 5 semanas a falar de ordenados e entrega de declarações?

Não será tempo de acordar e exigir explicações?

Continua a existir paciência para o jornalismo vigente?



5 semanas de discussão frívola não chega?




Sem comentários:

Enviar um comentário

;)