domingo, 12 de agosto de 2012

Ditadura dos Partidos - Redução do Nº de Deputados (SoluçõesI)

As soluções para acabar com a ditadura dos partidos passa por atacar em todas as frentes.

-No número de deputados
-Nas despesas da A.R.

-Nas Camaras Municipais
-Nas Empresas municipais

-Nas Autarquias.

Criada a TAG “Ditadura dos Partidos” vamos então a Soluções.
Sempre que se fala em redução de deputados, sinto “a coisa” mal pensada, passar de 230 para 180; 150 e outras reduções similares, sem que se entenda onde serão aplicados esses cortes.

Como é hábito Portugal Bipolar, com a modéstia que lhe é conhecida apresenta a solução…
Cada deputado representa 100.000 habitantes como Portugal tem 10.6 milhões os deputados serão 107.

Se a sua distribuição fosse apenas baseada no numero de habitantes as regiões de Porto; Lisboa; Setubal e Braga representariam 60% da nossa Assembleia.
Mas Portugal e muito mais que as Grandes cidades e regiões, Portugal é a Ilha do Corvo, com perto de 400 almas…

Portugal é Bragança abandonada e constantemente esquecida.
Portugal é Portalegre, Portugal é Beja, Portugal somos todos nós, sou eu, és tu!

Serão retirados 10 deputados a Lisboa, 8 ao Porto, 2 a Braga e 1 a Setúbal.
Para serem distribuídos 3 deputados por Bragança e Portalegre, mais 2 por Vila Real; Évora; Guarda; Castelo Branco e Beja, 1 por Viana do Castelo.

Mais 4 deputados para as Ilhas, ficando a distribuição de deputados ordenada da seguinte maneira.
 

Cada deputado ganha 10.000€ por mês!
Queremos lá os melhores e…e…e… em EXCLUSIVIDADE!

Um deputado, não é, deputado e administrados da empresa (x), ou consultor da empresa (y), não é nem pode ser.
O custo de todos os deputados é 1Milhão e 70 mil Euros por mês.

Ficando o custo anual perto de 13 milhões (12.84M€) enquanto os funcionários públicos receberem 12 ordenados, ou seja para sempre!
Nota: As regiões são representadas pela sua principal cidade como preparação para a machadada seguinte...
Sobre os demais funcionários da assembleia, que são muitos e sobre os gastos da assembleia falaremos mais tarde.

2 comentários:

  1. Era ver o que faz na Suécia e no resto da europa do norte.

    ResponderEliminar
  2. Gosto da ideia, mas "eles" não gostam......

    ResponderEliminar

;)