segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Greve C.P.

Não podia acabar o ano sem falar mais uma vez de greves.

São um direito isso é inquestionável mas se para mim a maioria das greves não faz sentido a greve que acabou ontem toca o ridículo.

Estou a falar da Greve dos Maquinistas.

São uns privilegiados e ainda se queixam, pior que esses senhores só mesmo os pilotos da TAP.
Mas vamos aos factos…

A empresa para a qual estes senhores trabalham deve a módica quantia de 3.8 mil milhões de Euros.
Convém recordar que a greve foi feita nos dias 23; 24 e 25 impossibilitando muitas pessoas que utilizam o comboio de se reunir com os seus familiares no natal.

No mínimo causaram muitos transtornos numa altura em que a reunião familiar é “obrigatória”.
Convém recordar que a C.P. não tem dinheiro para mandar cantar um cego, que os ordenados foram pagos com atrasos e que esta paralisação juntou mais 2 ou 3 milhões ao prejuízo.

Segundo ouvi hoje na T.V. em comentário de Miguel Sousa Tavares os Maquinistas tem 181 artigos que lhes permite aumentar o seu ordenado…
Por cada dia em que se apresentam ao serviço ganham um premio de 6€…

Recebem perto de 50% do ordenado através destas e de outras regalias, a empresa está em ruptura financeira e qual é a solução?
Greve!

É por estas e por outras que defendo a privatização imediata de todas as empresas de transporte!
Ontem já era tarde. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)