sexta-feira, 13 de julho de 2012

Portugal – O Senhor dos Anéis – Contadores elétricos de nova geração– (Cap. 34)


Uma grande ideia, seja ela qual for, deve ser sempre que possível experimentada a uma pequena escala, para que ajustamentos de pormenor sejam realizados, para que qualquer problema seja facilmente resolvido, para que o produto, a ideia, o caminho não tenha falhas.
A reconversão das ilhas do grupo ocidental dos açores, retratadas no (cap. 19 ano 2016(n+1)) foi bastante simples devido ao fraco povoamento, são bem menos de 5000 pessoas (430 no Corvo e 3995 nas Flores).

Nas flores foram necessários 2423 contadores e no Corvo mais 267 são apenas 2.690 contadores que irão monitorizar todo o consumo energético das duas ilhas podendo os dados ser facilmente transportados para gráficos criando “modelos de consumo” consoante o tipo de cliente, podendo assim facilmente prever necessidades diárias/mensais de energia.
Falta um pequeno passo para desenvolver um módulo de cálculo da energia consumida, apresentando o respetivo custo com gráficos que permitam a comparação de consumos por mês.

Com o primeiro anel elétrico fica concluída a ligação de todas as ilhas do grupo central dos açores (Cap 11 – ano 2017 (n+2)) e no ano seguinte com a conclusão da ligação entre os grupos central e oriental dos açores (Cap 25 – ano 2018 (n+3))
Depois de 3 anos de testes e aperfeiçoamentos nas ilhas das Flores e Corvo os novos contadores elétricos a instalar nas ilhas dos grupos central e oriental já permitem a monotorização em tempo real das necessidades de consumo, os dados são facilmente transportados para gráficos criando “modelos de consumo” consoante o tipo de cliente, podendo assim facilmente prever necessidades diárias/mensais de energia.

A aquisição dos contadores será feita por concurso internacional, mantendo a preferência por empresas instaladas em Portugal, sejam elas Portuguesas ou não.
A EFACEC é uma empresa Portuguesa e a gestão de energia é uma das áreas de negócio (emparticular na área da gestão e automação de redes de distribuição de energia) .

O preço dos contadores será pago por Portugal e debitado ao fornecedor de energia, que passará esses custos para o cliente final na rubrica aluguer de contador que já é paga por todos os clientes de eletricidade.
Qualquer cliente que queira pagar o contador a pronto será pago ao preço de concurso acrescido no máximo de 10% para instalação.

Qualquer cliente que não queira assumir o custo dos contadores continuará a pagar o aluguer mensal de contador, como até aqui mas pagará no máximo o preço de 2 contadores (quando através do aluguer mensal qualquer cliente já tenha paga o preço de 2 contadores deixa de ser debitado esse valor mensalmente).

O preço de concurso para os contadores elétricos de nova geração são válidos por 5 anos permitindo a todos os clientes do Continente e da Madeira usufruir das mesmas condições e podendo igualmente adquirir esses contadores.

Fica dado o primeiro passo para a gestão e automação de redes de distribuição de energia e para a introdução de Carros e Barcos elétricos Nas ilhas do Grupo Central e Ocidental.
Até ao próximo Post…

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)