quarta-feira, 13 de maio de 2015

Lesados do BES – Mais um encargo para os contribuintes? Eu voto Não!



Para início de conversa tenho de afirmar que a minha simpatia para com TODOS os lesados do BES é total!

Compreendo e sou solidário com a sua amargura que por vezes roça o desespero.

Reconheço como um dado factual e irrefutável que foram enganados e ludibriados, primeiro pelo BES, depois pela ineficiência dos reguladores e por último por bitaites do sr. Prof. Cavaquinho, homem que quando nunca se enganava e raramente tinha dúvidas sendo 1º ministro, aniquilou o sector produtivo nacional para apostar nos serviços como motor de desenvolvimento que levaria Portugal a ombrear com os países mais desenvolvidos da Europa!

Deu merda! Recebemos subsídios para desmantelar as pescas, recebemos subsídios para não produzir nos campos, recebemos subsídios para des-formação, oproveitando igualmente para desprezar a indústria e agora não somos produtivos.

Em meu entender, não acertou uma! Agora antes do colapso afirma que o BES é uma instituição sólida e com capacidade financeira para aguentar fortes tempestades e os meus amigos acreditam…

É um bom argumento! Ah eu acreditei em Cavaco Silva! Até Pinto da Costa já o utilizou!
Meus amigos, vamos lá ver se nos entendemos, só o simples facto de alguém afirmar de peito cheio que acreditou em Cavaco Silva, olhando para o percurso, fica a pairar no ar uma mistura de enfadonho com tedioso, não revelando igualmente grande inteligência da vossa parte.

Eu também já fui enganado, já trabalhei forte e feio para no fim ficar sem receber perto de 5 meses de trabalho.

Aproveitei e paguei o IVA referente a todas as facturas passadas nesses 5 meses, independentemente de nada ter recebido, e claro, tomando balanço os Ordenados e respectivos impostos…

Depois levei com uma crise mundial e fiquei mais ou menos onde os meus amigos estão agora, é a vida como eu digo…

Meus amigos, tenho muita simpatia pela vossa causa mas não dou para esse peditório!

Pegaram em 100.000€ e retiraram dos depósitos para investir no GES, porque era igual e garantiram que era igual?

Não, meus amigos…Não!

Foi a ganância! É a minha triste conclusão…

Esse vil metal que corrói e deixa marcas, mudando pessoas e mentes…

Se nos depósitos eu tenho juros a 1%, em 5 anos com 100.000€ eu terei apenas 105.000€…

Ora eu posso ganhar 4% ou 5% que em 5 anos transforma os meus 100.000€ em 120.000€/125.000€, e o meu gestor de conta garante-me que é igual!

Meus amigos, voltamos à mesma conversa, o ar volta a ficar, entediante e aborrecido, não revelando igualmente grande inteligência da vossa parte.

Eu que sou um gajo prático sempre afirmei que igual é enfiar 2 dedos no cu, cheirar 1 e depois cheirar o outro!

Isso sim é igual…produtos iguais geram juros iguais, produtos diferentes geram rendimentos diferentes e igual é igual, não é coisa parecida ou semelhante, é mesmo igual!

Não me peçam dinheiro que eu estou ainda a levantar-me da tareia que levei e não vou em cantigas!

Só mais uma pergunta, então e os meus amigos tem filhos? Netos? Amigos de confiança? Daqueles que podemos falar sobre os nossos investimentos? Ou guardaram segredo e não disseram a ninguém, nada, nunca, sobre os investimentos que realizaram e o “igual” que tinham subscrito?

Das duas, uma, ou nada disseram a ninguém e isso revela desconfiança e uma relação possessiva relativamente ao património que possuem ou informaram familiares / amigos íntimos e o ar volta a ficar irrespirável, revelando fraca capacidade de raciocínio dos vossos confidentes.

Nada tenho contra pessoas pouco inteligentes, nasceram assim, pronto, tudo bem, não me venham é pedir dinheiro por causa disso.

Qualquer dia são os reformados que investiram todas as suas poupanças em PPR’s para aproveitar os juros e eu vou pagar outra vez?

Ninguém pára um pouco para pensar, e depois ai, ai, ai, ai, que perdi o dinheiro todo?

Ando eu às voltas para saber se da folga que tenho vou aos Açores ou pago a Segurança Social e depois levo com isto em cima?

Nem pensar, por mim, só vou pagar se for obrigado! E voto contra! Qualquer força ou movimento que venha a apoiar esta ou outra causa Portugal Bipolar vota contra!

Sobre investimentos e PPR’s mantenho o que disse e o PPR de Portugal Bipolar criado em 2011, vai com um rendimento de 20%.

Risco de perda total do património 0%! Risco de perdas avultadas 0%! Mas eu, em 2011 não queria ganhar dinheiro, queria proteger o património existente, que custou muito a ganhar, lá está não é igual…

Quem comprou não foi movido pelo lucro, pela ganância de aumentar o património, foi movido pela prudência, lá está, coisa diferente…

Um reformado com 100.000€ ou mais não necessita de aumentar o seu património, necessita de o proteger, para si e para os seus, lá está, coisa diferente...

No famoso cofre tudo cabe, ninguém mexe sem autorização e está seguro custando 40€/ano.

Independentemente das afirmações de cada um, em público ou em privado, como em tudo na vida são as acções que contam, separando o trigo do joio, ganância é ganância e prudência é coisa diferente, sobre igual julgo que estamos conversados.

Factos são factos e quem em 2011 nada queria ganhar está com 20% de lucro, os outros fazem manifestações e estão a olhar para o meu bolso, visto que o deles ficou vazio.

Na estrada da vida existem sempre bifurcações, nessa altura, cada um no seu intimo faz as suas escolhas, por vezes as nossas escolhas deixam marcas muito profundas, as escolhas são livres e o país também!

Tic...Tac... 1427 D.


Um grande bem-haja para todos,


João Filipe do Carmo Silva

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)