terça-feira, 12 de maio de 2015

Portugal em tudo diferente da Grécia…Pagar? O quê?




Existe uma linha que separa a Democracia da Economia, torcendo Portugal Bipolar pelo sucesso da Grécia.

Ao contrário dos Gregos, os Portugueses foram liderados por um governo com visão a longo prazo.

Temos sido um exemplo para toda a Europa nos últimos 4 anos!

A estratégia está a resultar tão bem que pagaremos antecipadamente parte da dívida contraída ao FMI, provando ao mundo em geral e aos Portugueses em particular que honramos TODOS os nossos compromissos!

Qualquer Português sensato que saiba fazer contas de “ 2 + 2” tem que reconhecer que as taxas de juro da dívida Portuguesa a 10 Anos, que actualmente rondam os 2.3% são muito melhores que 4.5% (Taxa de juro a Pagar por Portugal sobre o dinheiro emprestado pelo FMI).

Qualquer Português sensato que saiba fazer contas de “ 2 + 2” tem que reconhecer que as taxas de juro da dívida Portuguesa a 10 Anos, que actualmente rondam os 2.3% são muito melhores que 7% (limite traçado por Teixeira dos Santos no final do Desgoverno Socrático).

A única semelhança entre Portugal e Grécia é um ligeiro problema com a Dívida, que no caso Português, sob a liderança de Passos Coelho, o Visionário, passou dos catastróficos 97% do PIB para 130%.

Uma trajectória digamos que ligeiramente divergente com o planeado, mas em todo o caso, uma estratégia vencedora!

Temos impostos em máximos, incomportáveis a longo prazo, um ligeiro problema com a dívida que ronda os 130% do PIB e défice, que é aquela coisa horrível de anualmente as receitas cobradas não serem suficientes para todos os compromissos assumidos.

“A Coisa” corre tão bem que em 2014 depois de 4 anos de sacrifício já “SÓ” gastamos mais 4% do PIB ou ± 7 mil milhões de €uros.

Tapando este pequeno buraquinho o milagre das rosas acontece, basta ter fé e a fé é que nos salva!

Utopisticamente falando todo o património vendido nos últimos 4 anos rendeu perto de 6 mil milhões de €uros, só em 2014 pagámos de juros 7.5 mil milhões de €uros, não chegando a venda de TODOS os nossos anéis em 4 anos para pagar 1 ano de juros da dívida, que continuará a aumentar até resolvermos adicionar aos nossos impostos receitas de 7 mil milhões para tapar o buraquinho do Défice.

Depois basta crescer mais que 2.3 ao ano para Suportar o peso crescente dos Juros e tudo correrá bem! Lá está a fé…

A Divida do Estado Português ronda os 230 mil milhões de €uros! E ainda existem muitos esqueletos nos armários.

São os bancos atulhados de casas até ao pescoço que as despacham a fundos diversos para obter alguma liquidez, onde para “facilitar” o IMI é perdoado.

São as empresas de Transportes com pano para mangas, da Transtejo à CP, passando pela Carris; STCP, metros de Lisboa e Porto é só escolher.

Ah, já me ia voando a TAP, como é isso possível?

Os Trabalhadores das empresas de transportes são meus amigos de longa data, temos apenas uma pequena divergência relativamente ao artigo 13º da Constituição Portuguesa, tirando isso, tudo normal.

Eu na minha demência defendo que greves sim, até podem ser todos os dias, mas os direitos de 2 ou 3 mil não são superiores aos direitos de 2 ou 3 milhões!

Não é constitucional 2 ou 3 mil grevistas impedirem / dificultarem 2 ou 3 milhões de pessoas de trabalhar, greves, sim! Nas horas de ponta? Não!

Venham As greves, podem até ser diárias das 10.00 às 6.00 Horas! Façam greve das 10.00 Horas da Noite às 6 Horas da manhã e deixem trabalhar quem quer!

Falta falar das milhares de empresas públicas ou parcialmente públicas que gravitam em torno dos municípios, com os seus presidentes e conselhos de administração principescamente pagos para resolverem problemas que as Câmaras Municipais não estão talhadas para…Existindo municípios com mais de meia dúzia destas empresas, uma trata da água, outra do lixo, e por aí fora!

As empresas são muitas e variadas mas existe uma constante em todas, ou quase todas, geram défice, que gera dívida, que gera juros, lá estão os gastos intermédios, ou talvez não…

Acordei deste pesadelo quando bati com a mão na mesa de cabeceira! Ufff, que susto, até sonhei que o Medina Carreira tinha afirmado na TVI que Portugal além dos 230 mil milhões existem mais 70 mil milhões em dívida oculta... 

Com sorte mais 1 anito disto e chegamos a 200% de dívida do estado relativamente ao PIB..

O plano é para manter porque resulta até um cego vê, já falta menos de 4 anos, 1.428 é o número mágico…

Katumba? ou Murir? A Tugolândia no seu melhor!


Vai uma aposta?

Tic...Tac...

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)