segunda-feira, 1 de abril de 2013

Assim se vê a força do T.C.!

Passaram 90 dias desde que o O.E. 2013 deu entrada no Tribunal constitucional.

A constituição tem 296 artigos, se cada um dos 13 membros do T.C. analisar 1 artigo por dia, passados 23 dias o trabalhinho ficava concluído.
É que para todos os efeitos estamos a falar de especialistas.

Destes 13 especialistas, 10 são nomeados politicamente, o que me deixa logo mais descansado…
Eu sou um não crente, mas imbuído no espirito pascal posso afirmar que existem 2 coisas em que acredito piamente.

Uma é no pai natal e a outra são as coincidências.
Depois de 90 dias a pensar o T.C. vai finalmente falar.

De todas as datas possíveis a escolhida será a primeira semana de Abril.
A semana em que saberemos como anda a execução orçamental do 1º trimestre, a semana em que Sócrates regressa ao comentário político será igualmente a semana em que o T.C. se vai pronunciar sobre as inconstitucionalidades do O.E.

Ninguém duvida que o O.E. está ferido de morte, resta saber qual o tamanho do buraco.
O buraco tem início nos 500 milhões de €uros, mas pode facilmente resvalar para valores superiores a 1.000 milhões.

Assim se vê a força do T.C.!
TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC…

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro Jony,
(Se esta for a segunda entrada apagar a anterior porque é redundante)

Uma das maneiras de se chegar aos 4.000 milhões de euros é cortar pela totalidade o orçamento da Justiça (incluindo a parte que paga este luxo das arábias chamado TC). Se os processos pendentes de justiça, se arrastarem todos mais um ano, ninguém dará por isso! Tenho um que se arrasta há 10 anos e ainda não chegou ao homem (ou mulher) da beca... E viva o velho, porque conheço quem tem um que se arrasta há 25 anos e está nas mesmas condições...

Esta coisa do TC é kafkiana por outro motivo: o TC não é eleito pelo povo, mas está a fiscalizar um orgão eleito pelo povo (e aqui não está em causa a clubite partidária)... Ora eu não me revejo minimamente neste, nem num TC deste calibre, quanto mais não fosse porque não tenho paciência para aturar, à força, um bando de calões dos quais não me posso ver livre.

Saudações,
AM

Portugal Bipolar disse...

Boas AM,

Sabes que eu sou um gajo prático.
Temos o T.C e temos o Supremo, juntamos os dois e temos parte da solução encontrada. :)