segunda-feira, 16 de março de 2015

Metro de Lisboa – Greves Sim! Nas horas de Ponta, Não!


Já me sinto como o “nosso” Presidente da Republica, cheira a eleições por todo o lado.
Ao “Cheira a eleições nos partidos” eu acrescentaria que cheira a eleições em todos os lóbis que dependem do estado.

Hoje, para quem ainda tinha duvidas, foi dado o tiro de partida.

Em primeiro lugar a educação e o seu sector mais representativo, os professores, equacionando a possibilidade de greve aos exames nacionais, início do verão em chamas é tudo o que 1 governo não quer com eleições em Outubro…

Ficarei à espera das cedências.

Depois temos Greve do metro, qual o horário escolhido?

- A hora de ponta, lá está, existem milhões de formas de greve a escolhida é sempre a mesma, horas e dias em que o utilizador é mais prejudicado, para se sentir descontente e claro, culpar quem governa, ameaçando quem está.

E voltamos às concessões…

É admissível em qualquer pais civilizado um maquinista / condutor de comboios ganhar mais que um gajo que estudou mais de 20 anos e lida com o que mais específico existe no corpo humano?

É em Portugal!

Seja nos transportes, ou em qualquer subsector do estado a reivindicação estará na ordem do dia.

Cheira a eleições e o melhor é agitar tudo para por Governo e candidatos a governar a falar sobre o assunto.

Está na hora! Está na hora, de olhar para o passado e fazer de maneira diferente.


Metro de Lisboa – Greves Sim! Nas horas de Ponta, Não!

2 comentários:

Anónimo disse...

Quanto ganha um maquinista?

Portugal Bipolar disse...

Em 2006 quando era sempre a mamar ganhavam 2.500€ líquidos e os reformados eram aumentados de acordo com os aumentos do pessoal no activo, depois vieram os cortes em ambos, sendo agora os ordenados inferiores.

Maquinistas C.P. > 4.000€ (variável consoante anos de serviço).
Maquinista Metro > 2.000€(variável consoante anos de serviço).
Motorista Carris < 1.500€(variável consoante anos de serviço)


Link ordenados 2006 http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/economia/detalhe/salario-de-2500-euros-por-3-horas-de-conducao.html