quarta-feira, 2 de março de 2011

Perfect Storm XI_Printing money, the American way


A falta de dinheiro tem situações engraçadas, quando se fala de países normalmente entramos no mundo da ficção.
O capitalismo não é perfeito, tem bastantes falhas até, mas enquanto não encontrarmos melhor, terá de servir…
Andando o meu país de cócoras, implorando por dinheiro aqui o vosso amigo resolveu dar uma olhadela à maior economia do mundo!
Não façamos por menos, se queremos ser os melhores vamos lá comparar a Tugolândia com os os EUA, e já agora o Japão.
Dívida
Estados Unidos – 14.199.700.798.900,75 USDollars – 100% PIB
Portugal             -      241.354.299.917,94 USDollars – 100% PIB
Japão                -    3.500.000.000.000,00 USDollars – 200% PIB


É pá, a coisa está preta para EUA…isto são 14 Triliões??? Não na Tugolândia são 14 Biliões, mas vamos tornar a coisa + fácil.

Portugal deve 241 mil milhões de USDollares e os EUA devem 14.199 mil milhões de USDollares! O Japão fica só o numero que também assusta.

Os Americanos desde Setembro de 2007 pedem mais de 4 mil milhões/DIA!

Pedem e imprimem…
Todos os dias sai por aqueles portões mais de 4 mil milhões de notas fresquinhas!
Aquela casa da moeda até voa!
Então e são estes GAJOS que dão dinheiro fresquinho ao FMI para depois emprestar a 5.2%(Grécia) 5.8% (Irlanda)…

Outro país que anda louco a comprar divida Portuguesa é o Japão, as taxas quando superaram os 6% eles tem vindo a comprar "Á Bruta"…então e quanto deve o Japão?
Deve 200% do PIB, mas como os EUA tem a vantagem de imprimir dinheiro!
Quanto dinheiro imprimiu os EUA desde 2008?

+ de 4.199.700.798.900,75 USDollars (no verão de 2008 deviam menos de 10.000.000.000,00 USDollars)

Se aplicarmos a mesma regra á Europa, a participação de Portugal no BCE é de 1.75% (cada vez que eles imprimem dinheiro, o euro fica mais forte em relação ao dólar, beneficiando as exportações dos EUA!)

A Solução é a Europa imprimir o mesmo dinheiro que os EUA imprimiram desde 2008!
No Caso de Portugal eram 1.75% de 4.199.700.798.900,75 USDollars, são 73.494.763.980,7675 USDollars ou em Euros - 53.365.352.875,95€ dava para comprar toda a dívida que vence este ano e no próximo!

A Taxa seria 1% igual á taxa do BCE!

Fazer uma clara distinção de Divida antiga, e Divida nova! Claro que a Divida nova teria de ser a preços cada vez mais altos e nunca inferiores a 5%.
Isto obrigaria os países a racionalizar, e com 1 golpe de sorte até poderíamos ver implodir todos os Institutos públicos que vivem na sombra do Orçamento, as mais de 5000 freguesias, os 7 tipos de policias…etc…etc.etc…


Link para a Dívida dos EUA (Actualizada diariamente...)

6 comentários:

Vitor disse...

Há um pormenor relevante que não referiste!

Petróleo!

Os EUA impõem que o Crude só pode ser negociado em dólares, (o último que se atreveu a negociar em euros foi enforcado - Sadam)

Sendo assim todos os países vão necessitar eternamente de dólares, acabando os países exportadores por fazer compras na América, o que aconteceu recentemente é que os EUA exageraram no viver à conta do resto do planeta!

Muitos países com excesso de dólares já perceberam que estão a financiar a máquina militar americana na compra de títulos do tesouro:

- Vendem o petróleo em dólares
- Comparam com os dólares títulos do tesouro dos EUA (os americanos impedem os estrangeiros de adquirir companhias consideradas “soberanas”)
- Os americanos aumentam a máquina militar para continuar a impor a estes mesmos países que continuem a vender o petróleo em dólares

É este grupo de ditaduras árabes “toleradas pelos americanos” que está neste momento a terminar, alguém já ouviu da parte dos EUA da necessidade de democracia na Arábia á claro que não, mas acusam de ditador Xavez que até foi eleito! enfim...

Outro ponto que falta referir:

DROGA

Não é estranho que precisamente os maiores produtores mundiais de droga sejam países onde os americanos estão instalados? Colômbia e Afeganistão!

Portugal Bipolar disse...

Concordo com ambas as observações Vitor, mas em relação á Arabia Saudita, está a ser preparado novo post. pois faltam 28 dias para batermos (ou não) contra a parede e a TAG Perfect Storm ainda só tem 11 Post's...
julgo que amanhã ou no FDS será aprofundado, até porque eles estão quase todos rodeados de paises que estão com manifestações, a coisa não vai ficar por aqui!

Para seguires a saga TAG Perfect Storm

Nuno disse...

imprimir dinheiro nao costuma ser boa solução (foi o q ocorreu na alemanha com a guerra mundial e inflação enorme...)
agora o que estamos a ver é guerra de divisas, não esquecer a moeda americana vs chinesa

Portugal Bipolar disse...

Imprimir dinheiro não é a solução! Claro que não Nuno.
Mas passará a solução pelos Japoneses imprimirem dinheiro e comprarem dívida a 6 ou 7% de Juros?
Mas passará a solução pelos Americanos imprimirem dinheiro e emprestarem ao FMI a 0.25% de juros e o FMI comprar dívida a 6% ou 7% de Juros?
Mas passará a solução pelos Americanos imprimirem dinheiro pagarem todo o petróleo que consomem com dinheiro impresso na HORA e depois os países Árabes virem com esse dinheiro e comprarem divida Portuguesa?
Mas passará a solução pelos Americanos imprimirem dinheiro pagarem aos chineses tudo o que importam e consomem com dinheiro impresso na HORA e depois os chineses com esse dinheiro comprarem empresas e divida pública?
Ou comem todos ou não come ninguém!

Nuno disse...

Ola, não sou nenhum expert de economia :) so gosto de ler algumas "curiosidades" pois é uma área que, no final, nos toca a todos. ja agora parabens pelo blog.
então com tanta impressão, o dollar nao devia estar mais desvalorizado face ao euro?

Portugal Bipolar disse...

Devia o dollar estar mais desvalorizado?
Devia! Mas não está!
Mas desde que foi criado o Euro já valorizou 40% face ao Dollar…
Devia a moeda chinesa o yuan valer mais?
Devia! Mas não está! está “artificialmente subavaliado” para favorecer as exportações chinesas.
Tudo no mundo tem 1 valor justo, mas nem sempre esse valor é o valor de compra ou de venda!
O mercado demora mas corrige! Para cima e para baixo… mas isso pode demorar dias, meses ou anos!
A ultima correcção do mercado imobiliário dos EUA levou á crise actual…