quinta-feira, 28 de julho de 2011

A passo de caracol

É assim, não vale a pena tentar mudar o imutável.

A Europa anda a 3 velocidades…

Devagar, devagarinho ou simplesmente parada!

Quando a crise teve o seu inicio, a nossa amiga Ângela, teve o brilhante raciocínio, isso da crise é problema dos bancos americanos, para posteriormente vir reconhecer que se calhar, existia alguma probabilidade de se estender aos países Europeus…
Depois quando o Euro começou a abanar, o problema era dos países periféricos, demorando meses e meses, até acudir aos Gregos, o resultado foi que pagou o dobro ou o triplo!

Mas sempre com a firme convicção que com 2 ou 3 expulsões o problema do Euro ficaria resolvido!
Actualmente depois de a crise alastrar a Itália e Espanha a contra gosto lá fizeram mais uma reunião, tendo no final informado que todos os problemas da Europa não se resolviam numa cimeira, mas… para lá caminhava…

Neste momento a especulação está a atacar fortemente a 3ª e 4ª economia do Euro, e a Europa lá vai caminhando a paço de caracol, é a vida!
“ O que acontece a uma força imparável quando encontra um objecto intransponível?”

Esta pergunta tem vários séculos e segundo alguns teóricos talvez nunca seja respondida…
Claro que essa gente, não conhece nem ouviu falar de Portugal Bipolar!

Conforme já várias vezes informei, uma das minhas principais qualidades é a modéstia…
O que acontece é simples, ou se chega à conclusão que a força não era imparável ou se conclui que o objecto não era intransponível!

Qualquer ser humano que não seja mentecapto já entendeu que a especulação não vai parar e quanto mais tempo a Europa demorar a encontrar uma solução, pior vão ficar TODOS os países que a compõem!
A especulação é imparável! Encontrará um objecto intransponível? Ou vai aniquilando pedacinho a pedacinho até acabar com o Euro?

As perguntas são simples e a resolução dos problemas também não é nada de muito complicado temos é de assumir o que queremos para o futuro!
Existe culpas a distribuir? Claro que sim, mas esse nem é dos principais problemas da Europa, sigo eu…

Existe igualmente um custo politico e financeiro associado à decisão, seja ela qual for!

A Europa seguiu o seu caminho e encontrou uma bifurcação na estrada é só escolher o caminho que se vai percorrer, nenhum deles é fácil, mas para a Europa a escolha tem que ser feita!

Qual o caminho a seguir? A resposta será conhecida, a bem ou a mal!
Quanto mais tempo andar a passo de caracol, PIOR será para TODOS, os seus membros!

Como alguém escreveu hoje “ e se a Grécia, em vez de ser despedida da EU, sair de livre vontade e de 1 dia para o outro?”
Independentemente dos erros cometidos pelos Gregos (e foram muitos e grandes) a paciência tem limites!

6 comentários:

  1. Boas,
    és a favor dos eurobonds? ou é o empréstimo directo por parte do BCE aos países membros?

    uma dúvida que tenho: se os USA podem imprimir dinheiro, então qual é a necessidade de se endividarem? é para regular a inflacção? mas agora vao ter de imprimir na mesma...

    ja agora, na europa do euro, qual é o percurso do dinheiro impresso? sai do bce para onde e depois vai para onde?

    desculpa serem tantas perguntas ;P
    obrigado e cumps

    ResponderEliminar
  2. Boas R+, Sobre as Eurobonds não me é possível ter uma posição fechada (ser a favor ou contra) existem demasiadas variáveis que ainda não foram negociadas. As Eurobonds fazem parte de uma entre muitas das soluções teóricas para a resolução dos problemas da zona euro. Uma das primeiras abordagens ao problema grego, proposto pelos nossos amigos Alemães foi os Gregos venderem as suas Ilhas para pagar as dividas… Qualquer solução apresenta problemas, mas o que todos sabemos é que tem de haver uma solução. Quanto os EUA imprimem dinheiro esse dinheiro serve para comprar petróleo, comprar divida, etc…etc. Julgo que a Europa ainda não imprimiu dinheiro, ao contrário de EUA, Inglaterra e Japão. Chama-se a isso Quantitative Easing (QE) Não tenho a certeza se a Europa não imprimiu dinheiro desde 2008, julgo que não. Fica um link que julgo poderás consultar para entenderes um pouco sobre o assunto. http://www.resourceinvestor.com/News/2011/7/Pages/Europes-Central-Bank-to-Say-Yes-to-QE.aspx Quando um país imprime moeda essa moeda vai desvalorizar, é isso que tem acontecido ao Dólar Americano em comparação com o Euro.

    ResponderEliminar
  3. ola
    sinceramente entao acho q o euro deveria estar ainda mais valorizado face ao dollar.
    mas parece-me inevitavel q tenham de imprimir mais dinheiro pq os euros estao nos privados, por isso é q os paises andam pobres.
    e isso de impossibilitarem os bancos centrais de comprarem directamente as dividas soberanas e de serem obrigadas a ir aos mercados secundários é só mesmo para enriquecerem os especuladores que arranjaram assim um bom tacho
    - Ja agora como é que se arranja trabalho no metro do porto para ganhar >2000€ por mes? é preciso curso superior ou cunha?
    cumps

    ResponderEliminar
  4. Boas R+,

    A valorização do Euro face ao Dollar desde que o Euro foi criado ronda os 40%, quanto mais o Euro valorizar, mais prejudicadas serão as economias dos chamados países periféricos.
    Para arranjar emprego no Metro do Porto ou em qualquer empresa pública o mais importante é o Factor (C).
    Em mais de 90% dos bons empregos não importa o percurso ou conhecimentos de cada um, o importante é se tens ou não factor (C ) CUNHA!
    Ganha o indivíduo, perde Portugal, mas isso no reino da Tugolândia, não interessa nada!
    Infelizmente…

    ResponderEliminar

;)