segunda-feira, 16 de abril de 2012

Portugal - O Senhor dos Anéis – Geotermia – Açores, Grupo Central – (Cap. 12)

 Normalmente quando se fala em Geotermia nos açores só são consideradas 2 ilhas ( São Miguel e Terceira).

Para a produção elétrica ser rentável temos de considerar uma capacidade instalada de 10MWh, para produções inferiores o investimento inicial não é rentabilizado pela produção de energia.

Como se pode confirmar pelo gráfico, todas as outras ilhas apresentam consumos muito inferiores, com a construção do anel elétrico central, pode ser explorado qualquer recurso Geotérmico independentemente do local onde é produzido pois pode ser distribuído por todas as ilhas do grupo central.
 “As explorações mais interessantes na área da geotermia são realizadas nas ilhas dos Açores, onde atualmente estão inventariados 235,5 MWt. O enquadramento geoestrutural do arquipélago junto da Crista Médio Atlântica, proporciona uma intensa atividade vulcânica, bem como outros fenómenos que demostram bem a grande quantidade de energia que subsiste no subsolo.
A produção de energia elétrica nos Açores possui condições peculiares, derivadas do facto de a região estar fora da rede nacional e europeia, existindo nove sistemas electroprodutores independentes de reduzida escala.”

É isto que vai mudar!
Facilmente nas ilhas do grupo central encontrarão locais onde a exploração geotérmica tenha ótimas condições de competitividade.

Com temperaturas superiores a 200ºC a 2.000 metros de profundidade (São Miguel) os açores apresentam boas condições de competitividade pois a perfuração não é muito profunda.
A Indonésia possui atualmente 18 centrais geotérmicas em funcionamento que perfazem 1 050 MW de potência combinada. As maiores são as de Salak (375 MW), Darajat (255 MW), Kamojang (200MW), e Wayang Windu (110 MW), todas em Java Ocidental. Outros aproveitamentos importantes são os de Dieng (60 MW) na zona central de Java, de Lahendong (40 MW) no Norte de Sulawesi, e de Sibayak (12 MW) no Norte de Sumatra.
O mais caro da Geotermia é a perfuração dos poços, esse será tema para o próximo post.
Os açores estão perfeitamente em condições de através da energia geotérmica terem a energia mais barata de Portugal, com a particularidade dos 235,5 MWt atualmente inventariados ser suficiente para as necessidades dos Açores e da Madeira…


 

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)