sexta-feira, 6 de maio de 2011

A Lista do FMI e o cheirinho a eleições

Muito se vai falar sobre o empréstimo a Portugal, só se vai ter uma ideia real da verdadeira LISTA depois das eleições.

O FMI já entregou a Lista completa das alterações necessárias para Portugal ganhar competitividade e passar a viver com aquilo que efectivamente produz.

Qualquer pessoa com dois dedos de testa chega a idênticas conclusões, o grande problema é explicar isso aos portugueses sem perder votos.

E nesse capitulo TODOS os partidos juntos, passados por um passe vite, não dão um de jeito!

Qualquer mentecapto chega à conclusão que temos um mercado de trabalho que não funciona!

Que temos funcionários públicos a mais ( 150.000 a 200.000).

Temos Estado a mais na economia e empresas ligadas ao estado também. Os Institutos as Fundações, as Empresas Municipais, Os Serviços Municipalizados?!? Tudo com gestores pagos a peso de ouro e frota automóvel e restantes mordomias a condizer.

O estado MANDA na EDP; GALP; PT; REN; TAP;CP; REFER; Metro de Lisboa e do Porto etc…etc…etc…

Contratualizou PPP’s a juros de 12% e deixa obras adjudicadas derrapar ou alterar projectos obtendo com isso financiamento partidário.

Os grandes grupos de pressão sugam dinheiro aos milhares de milhões todos os dias e não são avaliados (Educação; Justiça e Saude).

Temos direitos adquiridos, conquistados e consagrados na constituição que não temos dinheiro para os pagar e teremos de alterar esses “DIREITOS ADQUIRIDOS” ou saímos do Euro pois quem não pode imprimir moeda e não tem dinheiro…NÃO TEM VICIOSSSS!!!!!

Sendo esta a ULTIMA OPORTUNIDADE para com os juros do FMI de 3.25% nos primeiros 3 anos e 4.25 nos seguintes podermos cortar onde gastamos desnecessariamente, acabar com a pouca vergonha e investir com critérios sérios.

Falta decidir os juros da FEEF que correspondem a 2/3 do empréstimo, mas tendo em conta os juros cobrados a Espanha em Abril (5.47%) e os juros que estavam a ser pedidos quando Portugal FINALMENTE pediu ajuda financeira é com algum alivio que recebo a lista e os respectivos juros.

Julgo que vamos ter uma campanha de merda, olhando para intrigas e joguinhos de bastidores, sem apontar um caminho para o país a 10 ou 20 anos e pior…

Julgo que nem a verdade sobre as medidas a adoptar para Portugal superar a crónica sina de gastar mais do que produz.

Faltam mais 30 dias de demagogia e de…

- A culpa é tua!

- Não, não, minha não é, e tua! Isso sim…

- Hummm, que cheirinho, já cheira a eleições....

Um Abraço, e bom fim-de-semana!

2 comentários:

Anónimo disse...

Quanto custa o Estado?

Um exercício de contas efectuadas em vão de escada mas espero que permitam dar uma visualização do real valor. Académicos por favor não deitem abaixo o exercício pois apesar de simplificado e muito tenta dar uma ideia do real valor de quanto custa este monstro que se chama Estado.

O PIB per capita de Portugal é de aproximadamente 15300 EUR por ano. Essa é a riqueza que cada residente em média cria num ano. Como somos 10 milhões o PIB total é então de cerca 153 mil milhões de EUR.

O peso do Estado no PIB é já de 50%!!! Sim, 50%. Isto perfaz a módica quantia per capita de 9180 EUR. Apesar disso o défice do Estado é de cerca 9%!. Isto significa que o real valor do peso per capita é aproximadamente 60% do PIB per capita sendo então de 9180 EUR.

Da riqueza criada num ano (académicos, uma vez mais isto é um exercício cru em que se tem como assumpção que o Estado não cria riqueza) por residente, 15300 EUR se descontarmos o que nos custa o Estado por ano sobram-nos 15300 EUR - 9180 EUR o que perfaz o total de 6120 EUR por ano.

Cada português em média tem 6120 EUR por ano para se governar depois de ter entregue 9180 EUR para o Estado.

Isto é que não se ouve aos políticos. Se alguém vos dissesse anónimos cidadãos que o Estado custa 9180 EUR a cada português (765 EUR por mês) será que não exigiriam emagrecer o monstro?

O Estado custa mais a cada português que 1 salário mínimo mensal.

Devia haver propostas para acabar com este Estado e criar um novo Estado que dê liberdade a cada português de explanar a sua vida pessoal e lutar pela criação individual de riqueza e promoção de solidariedade individual.

Viva Portugal! Abaixo o Monstro que nos custa 765 EUR por mês a cada português!!!!

Portugal Bipolar disse...

Boas Anónimo, podes arranjar 1 NICK?
Bem, o raciocínio está correcto, mas na realidade somos 10 milhões + 650 mil...