terça-feira, 19 de abril de 2011

PORDATA_Dados económicos

Chegaram os dados e eu fiquei pior do que estava!

A Pulga cada vez me dá mais comichão!

Deve ser culpa minha, como na maioria das ocasiões, mas que sinto cada vez mais comichão sinto!

Vamos a Números e a Gráficos, primeiro, os números do gráfico 1.

Nos 6 primeiros anos de entrada de Portugal na CEE recebemos em média 1% do PIB??? (Dados de PORDATA)

Então nos anos iniciais, em que as quantias são mais elevadas Portugal só recebeu 1% do PIB e teve de abrir as fronteiras á maioria dos produtos e com o dinheiro que recebeu construiu auto-estradas para esses mesmos produtos chegarem á tugolândia mais rapidamente?

Foi isso?

E nos primeiros 10 anos (1986 a 1995) recebemos em média 1.60% do nosso PIB?

Tendo negociado a completa liberalização e antecipação de prazos em 3 anos relativamente a produtos Agrícolas e às pescas?

Por 1.60% do PIB ANUAL??





Números do Gráfico 2

Como é possível reduzir o endividamento em 6% do PIB (de 58% para 52%)no ano de 1992 quando nesse ano as despesas foram superiores ás receitas em 3%?

Como é possível no ano de 1995 termos uma divida correspondente a 62% do PIB e em 1998 a nossa divida ser de 52% do PIB quando as despesas foram superiores às receitas em cerca de 3% ao ano? Em 4 anos deveríamos ter passado de 62% para cerca de 74% mas não, passamos para 52%...

Quais foram os anéis que vendemos e que negociatas houve  no ano de 1992 e entre 1995 e 1998?

Alguém me sabe responder???

PLEEESE!

A pulga cada vez me faz mais comichão!


1% do PIB são 3 feriados ou 3 dias de greve ou 3 dias de ponte!


Será possível, que o dinheiro que recebemos nos primeiros 6 anos de adesão à CEE corresponda a 3 dias suplementares de trabalho?

Será possível que abrimos...abrimos não, ESCANCARAMOS as fronteiras em 1995 pelo valor correspondente a 5 feriados ou pontes ou dias de greve???

É que feriados Nacionais a TUGOLÂNDIA tem 13 ou 14!!