quarta-feira, 20 de junho de 2012

Portugal - O Senhor dos Anéis - Prysmian constrói Fabrica em Portugal (Cap. 30)

O senhor dos Anéis ainda não necessita de 1 plano de trabalhos, mas para lá caminha.

A decisão da Prysmian Construir uma fábrica em Portugal é tomada no ano (n) 2015, que é o ano de início da aventura.

O ano de 2015 é o ano da primeira ligação entre ilhas (Flores – Corvo) por cabo Submarino (Cap. 08).
A historia tem inicio a 02 de Janeiro de 2015 Com 1 pedido de cotação a 3 empresas, para fornecimento e aplicação de cabos submarinos para ligar eletricamente as ilhas Portuguesas.

 
As Empresas contactadas são a ABB; A Nexans e a Prysmian.
......................................................................................................................................................................

Exmos senhores,

Vimos por este meio solicitar o vosso melhor preço para fornecimento e aplicação de cabos elétricos submarinos com potência variada.

Cabos com 40 MW Bidirecionais – 190 kms
Cabos com 200 MW Bidirecionais – 1335 kms

Cabos com 10.000 MW Bidirecionais – 12.000 kms

Este pedido de cotação pode perfeitamente ser feito pelo ministério da economia, que qualquer empresa ao olhar para estas quantidades solicita uma reunião para saber mais pormenores.

Este post serve para retratar a reunião a acontecer no ano (n) 20015 entre o sr. Álvaro Santos Pereira, Ministro da Economia e o sr. Valerio Battista CEO Prysmian Group.

ASP- Bom dia Battista! Como estás?
VB - Buongiorno, Alvaro! Come stai?

ASP- Tudo Bem, pá! Tenho aqui uns cabitos elétricos para montar…Quais são então as tuas dúvidas?
VB- Beh, per cominciare non capisco le quantità, un paese così piccolo ...
 Con tanti chilometri di cavi?
 Alvaro, non hai sbagliato?

ASP – Não entendes as Quantidades? Um país pequeno??? Portugal é o maior país da Europa, como podes constatar pelo mapa, Portugal e a sua ZEE são enormes!

E eu estou de saída e ainda não fiz nada, quero pelo menos acertar uma! Já nada mais me move.
Só fazer algo bem-feito uma vez como ministro, depois da trapalhada do ouro… (o ouro fica para depois estou a recolher informação mas é muito…muito grave!).

“A coisa” vai funcionar assim, lá estou eu com a coisa…

1º - Queremos instalar uma fábrica em Portugal capaz de fornecer 50% do total da encomenda de cabos elétricos, incluindo barcos para colocação dos cabos e toda a transferência de tecnologia necessária para que todas as ligações funcionem em perfeitas condições e a empresa criada possa fornecer e instalar esta tecnologia não só em Portugal mas em qualquer região do mundo.

2º - A instalação dos cabos começa no Grupo Ocidental com uma Ligação de 40 MW entre as Flores e o Corvo, trabalho fornecido e aplicado pela empresa que ganhar o concurso, depois em 2016 continuação das ligações elétricas entre ilhas, mas desta vez no grupo central e de 200MW com inicio nas ligações Faial-Pico e Faial-São Gorge, tudo acompanhado por uma equipa Portuguesa que será responsável pela execução do trabalho nas outras ilhas.

Em 2016 já a nova fábrica em Portugal estará em funcionamento e poderá fornecer metade da encomenda do projeto nacional que continua com a ligação das restantes ilhas em cabo elétrico submarino de 200 MW formando um anel, estando a sua conclusão prevista para 2017.

Entre 2018 e 2020 será executada a ligação Terceira – São Miguel e São Miguel Santa maria e entre 2020 e 2022 As ligações São Miguel – Madeira e Madeira- Porto Santo (ano n+7).

Todo este trabalho será executado a 50% com recurso a barcos construídos em Portugal nos nossos estaleiros (Segundo as vossas indicações) e a material produzido na nova fábrica a instalar igualmente na Tugolândia.
VB –  Sai Alvaro, installare cavi sottomarini a grandi profondità non è facile e la dimensione internazionale di 10.000 MW con cavi molto meno!
Quando questo lavoro si avvia?
 Dopo il 2022?
ASP – Não, pá!
A vertente internacional começa no ano (n+5) ou 2020, mas sobre isso só falo depois de receber as propostas!
Mas posso informar-te que a Nexans já em 2012 estava a testar cabos submarinos em Aguas profundas!
VB – Facile, facile! Alvaro ...

Non ho detto che Prysmian non era, ho detto che non era un lavoro facile ... Sapete che abbiamo chiamato PIIGS dovrebbero unire le forze!
 Non credi?
E sarà "colpire anche l'Africa", i greci potrebbe essere un buon partner, sia per l'Africa e in Asia!
ASP – Olha que a ideia não é má!
Vou falar com os restantes 1ºs ministros dos PIIGS, entretanto vai pensando na proposta a apresentar, depois falamos!

VB - Addio, parlare presto

Nota: As minhas desculpas a todos os Italianos pelas calinadas, mas este texto foi escrito com recurso ao GOOGLE Tradutor.

Sem comentários:

Enviar um comentário

;)