terça-feira, 8 de novembro de 2011

Existem Alternativas para Portugal.

Quando escrevi A Carta, lembrei-me da velha máxima “as conversas são como as cerejas” .


Estava a fazer a análise da 3ª Alternativa (conversão imediata de toda a dívida em novos escudos.) E as ideias foram surgindo.
Se eu no dia 31 de Dezembro de 2011 transformar todos os depósitos; Dividas dos particulares a bancos e dívida pública Portuguesa em escudos o que acontece?

-Claro que antes de isso acontecer teria de por as rotativas a funcionar, imprimindo novos escudos…
Vamos então analisar isto por fases:

- Imprimir 10 BILIÕES de novos escudos.
- Informar que a conversão feita em 2000 (1€=200.482 Escudos) é a mesma aplicada no dia 31 de Dezembro a TUDO! Foi o valor de entrada no euro e será o valor de saída!

-Informar os mercados que não aceitamos cortes de cabelo, por Portugal o perdão da divida é = Zero…mas…a conversão já foi feita, se os mercados desvalorizarem a nossa moeda em 50%, tem de assumir 50% de corte de cabelo, se desvalorizarem a nossa moeda em 80%... mas a decisão é deles!
Se o mercado entender manter a nossa moeda a valer os mesmos 200.482 Escudos por cada euro, Portugal continua a pagar todos os seus compromissos.  

Resultado – Portugal seria dizimado, os mercados não aceitavam a conversão da divida publica e Portugal e as suas empresas estavam entalados…
Depois li um post no Blog Ladrões de Bicicletas e voltei a sorrir.

E se misturarmos ambas as teorias?
“A Coisa” não só resulta, como os meus amigos alemães ficam entalados!

Vamos por partes:
Portugal imprime 10 Biliões de novos escudos e 200 mil milhões de Euros à revelia do BCE. É pouco menos que o banco de Inglaterra imprimiu desde que a crise teve inicio…

Portugal informa Merkozy que o plano de ajustamento de 3 anos não vai ser cumprido, temos de reduzir a despesa? Claro! Mas em 6 anos! em 3, é suicídio!
Portugal informa Merkozy que não pretende utilizar os 200 mil milhões de Euros que acabou de imprimir desde que a Troika forneça liquidez em Euros à economia nacional (se necessário até 2015 ou 2016), que não se oponha a que Portugal saia do euro com o rácio 200,482.

Informamos os EUA que quem não é nosso amigo…para manter as Lajes alem de terem de cumprir o que anteriormente foi escrito aqui, tem igualmente de apoiar o esforço de Portugal na transformação de toda a divida pública de Dólares para novos escudos! E dizer alto e em bom som que acham muito bem!
Uma semana antes de falar com MERKOZY informamos a Grécia das nossas intenções e se eles estiverem de acordo começem imediatamente a imprimir Dracmas, que se necessitarem de Euros Portugal tem Fresquinhos e pode emprestar caso a Europa não aceite a nossa proposta, podendo depois os gregos copiar Portugal e imprimir Euros.

Um dia antes de falar com Mercoky, informar o Brasil pedindo apoio internacional, se existe pais neste mundo que sabe perfeitamente o que é ser ENCAVADO pelo FMI esse país é o Brasil, e com o apoio Brasileiro, nem os Chineses se lembram de levantar a voz, ou perdem grande parte da matéria-prima! Vai uma ajudinha país IRMÃO? Não estamos a pedir dinheiro só apoio!
Portugal volta a ponderar a hipótese REMOTA de deter divida publica em Dólares quando os CDS forem extintos e os mercados financeiros estiverem regulados mundialmente!

Quando Portugal falar com Merkozy a resposta tem de ser dada em 48 Horas a não existência de resposta ou uma resposta negativa leva a que Portugal inunde o mercado com Euros fresquinhos e nesse caso as rotativas só param de funcionar quando a Alemanha e restantes países nórdicos saírem do euro!
Portugal não pode competir mundialmente com uma moeda nacional que é a mais forte do mundo e que vale mais 40% que o Dólar, durante 25 anos o norte da Europa gostou da festa oferecendo tostões para acabarmos com Agricultura; Pescas e Afins e agora Portugal é acusado de não ser produtivo???

10º A moeda Portuguesa tem de valer no máximo metade do Dolar, no Máximo e ou isso é conseguido com o apoio europeu e em escudos ou é conseguido inundando o mercado com Euros!
TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC… TIC…TAC…

Tem 48 Horas para dar uma resposta!

Existem Alternativas para Portugal!

Mas não com estes dirigentes…

Continua...

11 comentários:

Paulo Gonçalves Marcos disse...

Uma provocação saudável....o problema com o Escudo é que ficaríamos na mão dos irresponsáveis políticos e teríamos o mesmo regabofe de hiper inflação....para voltarmos ao Escudo teríamos de ter uma norma constitucional requerendo 4/5 para ser alterada, de equilíbrio orçamental....

O Raio disse...

Bom, eu até concordaria com o plano...
O problema é outro, se Portugal pusesse esse plano em prática seria imediatamente invadido por tropas estrangeiras, espanholas (desforra de termos ocupado Madrid em 1706), francesas, alemãs e mais alguns mercenários.
A UE nomearia para cá um proconsul que agiria em seu nome.
Para proconsul servia o Louçã que acaba de proclamar o seu indefectível apoio à moeda única e sempre daria um álibi de esquerda à acção imperialista da UE.

Portugal Bipolar disse...

Boas Paulo,

Sobre a inflação concordo e ainda não tenho solução, esta cabecinha não dá para tudo...HEHEHE
E como deves ter constatado anda a pensar em transportes públicos e suas regalias injustificadas.
Enviei uma cópia para o Blog Ladrões de Bicicletas, mas lá como na maioria dos Blogs os comentários ficam em espera para aprovação do autor...
É apenas mais uma ideia, julgo que Portugal manter como sua a moeda mais forte do mundo é insuportável, quanto mais cedo isso for entendido melhor será o futuro do país, mas claro que o futuro é negro seja qual for o caminho escolhido.
Katumba ou Murir?
Um Abraço

Portugal Bipolar disse...

Boas Raio,

Julgo que a invasão de Portugal por tropas estrangeiras não é cenário, só se toda a Europa entrar em guerra.
Olhando para a Historia, quantos países se podem gabar de ter invadido Portugal?
Pois...

O Raio disse...

"a invasão de Portugal por tropas estrangeiras não é cenário, só se toda a Europa entrar em guerra."

Não é de excluir uma guerra generalizada na Europa, antes pelo contrário.

Mas, uma invasão pontual de Portugal poderia ser "democraticamente" explicada por Portugal, com o seu "egoísmo" estar a colocar em perigo o bem estar dos outros europeus.

"quantos países se podem gabar de ter invadido Portugal?"

Parece-me que a Espanha e, geralmente, partiu os dentes e a França que também foi partindo os dentes.

Portugal Bipolar disse...

Boas Raio,

Se Portugal inundar o mercado de Euros a Grecia faz o mesmo logo seguida de Itália!
A Europa do norte vai invadir os 3?

R+ disse...

Boas,
creio que se a europa do sul começar a imprimir euros à rebelia, a europa do norte sairia do euro ou criaria o northerneuro.

entao la viria a mega inflacção... imaginem uma moeda so para pigs, credo!! a moeda das economias/políticas incompetentes

Portugal Bipolar disse...

Boas R+,

Não esquecer a 3ª e 4ª medida do Post.

Transformação automática de toda a dívida em Escudos, ou (não referido) se for a Alemanha e os países do norte a Sair do Euro...transformação de toda a dívida em Euros.
Com a desvalorização massiva que se seguiria o prejuízo seria dos detentores de dívida que acarretariam com 50% a 80% de perdas, que seria mais ou menos a desvalorização da moeda!

Quem perdia mais? Nós ou eles?

LPontes disse...

Bom, apenas um pequeno reparo técnico: as notitas de euro não são feitas cá, só mesmo as moedas...

Portugal Bipolar disse...

Boas Luis,

É realmente bem observado.
Eu sobre isso só tenho como base de partida que as notas tem de ter EXACTAMENTE o mesmo tamanho que o euro para não ter de substituir/alterar as caixas multibanco.
Julgo que não será difícil imprimir euros novos na nossa casa da moeda.
Sejam novos euros; novos escudos ou moedas com outro nome qualquer.
Os novos euros se reparares eram apenas para pressionar a Europa como a Alemanha nos tem pressionado.
Cumprir o programa da TROIKA não é impossível, é apenas bastante difícil mas se for cumprido deixa o país de rastos, a dever mais do que devia inicialmente e com a economia colapsada.
Eu entre a espada e a parede nunca tenho duvidas...
Escolho sempre a espada!
Os Euros seriam a nossa espada, para obrigar a Europa do norte a olhar para o problema ou a assumir que quem abandona o euro são eles.
Seja imprimindo euros ou escudos temos de transferir toda a nossa dívida para a nova moeda.
Domingo julgo ser um bom dia para isso!
Dia 2 de Janeiro de 2012 calha a uma 2ª feira...

Portugal Bipolar disse...

Boas Luis Pontes,
Julgo que as Notas foram impressas em Portugal pelo nosso banco central, podes encontrar mais informação aqui.
No final da pagina estão também outros links relacionados com o assunto.
http://translate.google.pt/translate?hl=pt-PT&langpair=en%7Cpt&u=http://www.fleur-de-coin.com/eurocoins/banknoteproduction.asp