terça-feira, 23 de novembro de 2010

Two down, three to go!


Já todos estão familiarizados com a sigla PIIGS.
Portugal
Itália
Irlanda
Grécia
(Spain) Espanha
Todos estes países, tem de uma maneira ou de outra, graves problemas financeiros, formando um grupo dentro da zona euro, um grupo frágil e que está á vista de todos.
Quando em 2008 a Goldman Sachs, fez saber ao mundo o que pensava sobre as economias periféricas, muitos argumentaram contra a brutalidade do termo, mas poucos ou nenhuns conseguiam contrariar a análise técnica (Baseada na produtividade) que tinha sido elaborada.
Quando surgiu o artigo "Do BRICs (and Germans) Eat PIGS?" aqui na Tugolândia, num uma nota de rodapé…
Mas para quem empresta dinheiro, e claro não empresta para perder, mas sim para receber o que emprestou mais os respectivos juros!
Como eu ia dizendo, para quem empresta dinheiro, estes artigos são lidos com bastante atenção!
Quando passados 6 meses, dos 5 países mencionados, nos PIIGS, já só restam 3, que ainda não pediram ajuda, é também normal, que o nosso país, seja escrutinado a fundo!
Qualquer investidor internacional, 3 dias depois da Irlanda ter pedido ajuda, é normal que olhe para Portugal, para saber que andamos nós a fazer com o dinheiro que eles nos emprestam!
Que medidas estamos a tomar, para contrariar o que internacionalmente vai sendo uma certeza absoluta, e quais vão ser as noticias que vão circular, pelo mundo, apenas 5 dias depois da Irlanda ter ido ao TAPETE?
Bem a noticia mais importante, é que vamos para uma GREVE GERAL!
E depois vemos com espanto os juros a subir, quando para aprovar 1 orçamento, houve espectáculo durante mais de 3 meses, com ameaças de ambos os lados!

Gostava de perguntar a todos os que vão fazer greve, se acham que vão através das suas acções melhorar a situação do Pais…
Como já disse anteriormente, eu até detesto ter RAZÃO, pois sempre que isso acontece, alguém fica mais entalado do que já está!
E na minha modesta opinião, a mantermos este comportamento, antes de Março de 2011, alguém vai informar os Portugueses, que a redução de ordenados, feita a todos os FP, não chega, vamos ter de tomar medidas adicionais!
Até Março de 2011, a mantermos este comportamento, ou voltamos a cortar nos FP, ou desta vez vamos aos reformados!
Não é demência minha infelizmente, basta olhar para os números!
Eles estão á vista de todos e só não vê quem não quer!
Então nós só em 2011 vamos pedir 40 BILIÕES para pagar despesas de funcionamento e dívidas antigas, andamos neste triste espectáculo, e estamos á espera que os juros desçam?


Como eu adorava estar enganado…
Boa Greve Geral, para todos os FP!
Julgo, que no próximo ano, alem do corte de pensões, todos vós serão também contemplados com novos cortes, não fico contente com isso, mas com a propaganda vinda dos partidos de esquerda, e com as mentiras vinda dos partidos da direita não vejo outra solução, para 1 País que mensalmente, vai pedir em 2011 mais de 1 Bilião  mil milhões (para suportar despesa corrente), para pagar vícios que ainda tem, e que não tem produção para os sustentar!



Como eu adorava estar enganado… estarei?

5 comentários:

  1. Carríssimo João Filipe,

    Confesso que desconhecia o seu Blog, mas não poderia estar mais de acordo com o seu texto publicado hoje!

    Infelizmente, a grande maioria das pessoas ainda não percebeu a gravidade das consequências dos seus actos!!!

    A total descredibilização da nossa imagem internacional tem vindo a ser potenciada pela nossa fraca classe política, mas inclusive,pela a população que não sabe o que está em jogo e que com os actos (protestos) incrementa a desconfiança internacional.

    Ainda hoje, afirmava o Dr.Carvalho da Silva (CGTP) que esta manifestção iria provocar um recuo no corte dos salários por parte do Governo!!! Será que este Sr. alucina? Ou será que sabe que o que está a dizer é um disparate, mas permite-lhe cultivar a popularidade necessária junto dos seus "pares"?

    Portugal terá de se mentalizar que a máxima mais antiga da Economia continua válida..."Não Há almoços Grátis"!!! Como tal, vai estando na hora de começar a trabalhar para pagar dívidas, e para tal, não poderemos exigir regalias infinitas e salários desproporcionais! (pessoalmente não creio que os salários sejam altos "per si" mas quando confrotados com os índices de produtividade)

    Só existirá crescimento sustentável, com Produção, Responsabilidade e Descernimento! Algo que tem vindo a faltar aos nossos governantes, mas também aos nossos cidadãos.

    PS - Francamente creio que está certo, mas para o bem de todos nós, permita-me torcer para que esteja errado! :)

    Melhores Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. sr. joão o sr fala nos salários, mas antes disso é preciso cortar na subsidio dependencia dos particulares e empresas e por o povo a vergar a mola, porque o sousacamp e outras empresas não conseguem trabalhadores e têm que os ir buscar ao estrangeiro,.... o problema não são os cortes, as pessoas fazem greve porque vêem chulos a receber subsidios e a não trabalhar (independentemente se precisam desse dinheiro para a sobrevivência ou não, que verguem a mola), os tachos , veja só na pt quantos são, para não falar dos filhos destes gajos da politica claro, deve ser a avaliação de mérito, só pode, os subsidios às empresas tipo a do magalhães, assim não custa ser empresário, o tuga contribuinte paga, para não falar das novas excepções com a desculpa de que os quadros fogem das empresas publicas,... e de tachada em tachada lá vamos pro buraco,...

    ResponderEliminar
  3. e ainda este gajo quer fazer o tgvocas,...

    ResponderEliminar
  4. É bonito falar, e dizer mal das greves. Mas temos aquim um problema de entendimento;
    1. O pais mais rico da europa tem os maiores salários e as menoresa horas de trabalho.
    2. Os Portugues que vão para lá trabalham e são reconhecidos como competentes.
    3. 10% dos licenciados emigram e estamos a perder a geração mais qualificada de sempre.
    Por isso parece que temos as pessoas e as condições mare sermos muito melhores, só é preciso que deixemos de fazer queixinhas e lamentos e trabalhar.

    ResponderEliminar
  5. Já batemos na parede, conforme escrevi em Novembro (detesto ter razão)...nesta altura informei que em Março a mantermos o mesmo comportamento a coisa ia correr mal.
    Posteriormente inaugurei a TAG Perfect Storm para contar os dias que faltavam até bater na parede.
    Escolhi o dia 1 de Abril, falhei por 5 dias...
    Vou fazer mais uma apostinha...
    depois das greves de 2011 em 2012 as grandes empresas de transporte já foram vendidas, as regalias absurdas acabaram (de Administradores e trabalhadores) e nesse ano não vai haver greve de transportes, estarei errado?

    ResponderEliminar

;)