segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A Recuperação XI_Juntas de Freguesia e Câmaras Municipais


Caros amigos e compatriotas, vamos a mais 1 medida para aumentar o PIB reduzir o défice da Tugolândia? como anteriormente já foi dito, o défice diminui de 2 maneiras.
 - Aumento da Receita
 - Diminuição da Despesa

Esta medida, a XI visa a redução da Despesa
Juntas de Freguesia
Para quem não sabe, em Portugal existem 4257 Freguesias e 308 Câmaras Municipais com os respectivos presidentes e pessoal auxiliar.
Os nossos amigos Gregos, recentemente foram "aconselhados" a reduzir o número de freguesias, decidiram portanto que as freguesias com menos de 10.000 Habitantes, seriam extintas, e não é que 2/3 das freguesias desapareceram!
Poderia ter escolhido outra Câmara Municipal, mas como Gosto do Nome, vamos falar 1 Pouco de Alter do Chão.
Câmara Municipal de Alter do chão
Junta de freguesia de Chancelaria
Junta de freguesia da Cunheira
Junta de freguesia da Seda

Alter do Chão, com os seus 3.364 Habitantes, tem 4 Presidentes, é com enorme satisfação que a população local, vive o dia-a-dia, pois ter 1 presidente para 841 habitantes, não é para todos!
A População ao acordar para mais 1 dia de trabalho, não acorda tristonha e deprimida, como grande parte da população portuguesa, claro que não, mas quantos trabalham nessa bela localidade?
Bem meus caros, população em idade de trabalhar, temos 1.607 Habitantes, mas como temos 133 Inscritos no Instituto de Emprego, restam 1.474 Habitantes (dados de 2009).
1.474 Almas produtivas… bem podiam ser menos, temos é de dar condições para que eles produzam bem, e qual será a melhor maneira de por esta gente a produzir?
Este foi 1 assunto que muito preocupou o Exmo. Senhor Presidente da Câmara! Pensou…pensou…pensou… até que a solução lhe iluminou a mente!
Nada melhor para aumentar a produtividade local, do que contactar a firma CPC Informática e Sistemas SA. (Não me é possível saber quem são os proprietários pois Sociedades Anónimas, são exactamente isso ANÓNIMAS!)
E o que tem a Localidade de Alter do Chão, a ver com a Firma CPC Informática e Sistemas SA?
Meus caros, para aumentar a produtividade local, foi feito 1 ajuste directo entre a firma em questão e a Câmara, para Licenciamento de Softwere Microsoft no dia 07 de Abril de 2010, no valor de 14.040.55€, tendo a Câmara gasto uns dias antes (23 Março 2010) 7.600.00€ para Fornecimento de serviços de Upgrade de Softwere!
Este presidente é uma Máquina, podia estar quietinho no seu canto, mas não! Este é dos duros, põe o pessoal todo a mexer!
E quando não existe forma de os transportar, isso também não é problema, pois a Câmara, não tem nenhum problema em pagar 11.000€ pelo aluguer de 1 Autocarro!
E mais 9.853€ no transporte de alunos!
Até já estou a pensar em ir viver para Alter do Chão!
O pessoal que lá vive, tem realmente razões para ser feliz!
E quando a felicidade não está perto dos 100%, o Presidente, homem sábio resolve o problema, num abrir e fechar de olhos!
E que tal uma viagem a Paris? Boa ideia gritam 42 dos contemplados! E toma lá mais 9.140.46€!
O Problema da Tugolândia, não é Alter do chão, o problema é que este comportamento se repete vezes sem conta, pelas + de 300 Câmaras Municipais e pelas mais de 4.200 Juntas de Freguesia…
Fica o link dos Ajustes directos da Câmara de Alter

http://ajustesajustados.com/ajustes/entidade/tipo/adjudicante/id/895/order/data_celebracao_DESC/start/40

É por estas e por outras que o FMI tem 45% das votações no Inquérito feito no Blogue!
1 Abraço e até breve!

2 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde
Acho que está a fazer confusão, não é o PIB que aumenta dessas 2 maneiras é o défice orçamental que diminui.

Portugal Bipolar disse...

poderia de facto ter explicado melhor... o PIB em Termos Absolutos não aumenta, se foi 170 BI, será 170 BI com aumento ou não da despesa e da receita. Mas em termos relativos o défice em função do PIB, aumenta ou diminui, quando temos mais custos e ou mais receita, deveria ter referido o saldo final, concordo, mas desde 1975 o défice sempre foi negativo, variando entre -2.6% e -9.3% do PIB. Aceito e concordo com a correcção, poderia ter dito de outra forma.