segunda-feira, 2 de junho de 2014

Europeias, a grade vitória do P.S. por 123.231 Mil votos.


 



Houve 3 grandes vencedores nas eleições europeias e nenhum deles foi o P.S.

Ganhou as eleições o partido do sofá, o partido dos portugueses que se estão cagando para isto tudo e já nem se dão ao trabalho de ir votar.

São todos iguais, representam todos o mesmo não existindo qualquer empatia entre os candidatos a deputados e os eleitores que os deveriam eleger.

Ganharam também os Comunistas, é porventura a vitória mais fácil de explicar.

O Comunista tem uma militância ativa e vai SEMPRE votar.

Quanto maior for a abstenção, maior será a expressão eleitoral do PCP são factos!

Se o PSD aleado ao CDS convenceu a irem votar 323 eleitores por cada 1000 que tinham votado neles nas legislativas, e P.S. convenceu 658 eleitores por cada 1000 que tinham anteriormente votado neles, com o B.E. a convencer 518 em cada 1000.

E o PCP? Bem o PCP convenceu 945 eleitores a não ficar no sofá por cada 1000 que nas legislativas votaram vermelho.

Comunista, que é comunista vota sempre!

Depois temos e fenómeno MPT, ou Marinho Pinto Total!

Um populista segundo a maioria dos comentadores, julgo que andar a beijar velhinhas e crianças em visitas a praças mercados e afins e muito mais populista, mas isso sou eu e populista ou não foram mais 238 mil votos que o B.E.

A “Vitória do P.S.” são 2 estádios de futebol cheios, não entendendo o seu líder que depois de 3 anos de desgoverno, ganhar por 120.000 votos é perder, não é ganhar!

É perder porque 6 milhões de Portugueses olham para o país, olham para a alternativa e ficam em casa.

Seguro ainda não entendeu que, com diretas a militantes ou simpatizantes, com eleições assim ou assado o futuro de Portugal não passa por ele, está à vista de todos e só não vê quem não quer.

E assim vai Portugal, preparado para a bebedeira do mundial com uma dívida de 132% do PIB…

2 comentários:

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Brilhante a tua explanação, nem mais .......... enquanto não mudarem a lei eleitoral, colocando o voto nominal em cada eleito nos votos, e sendo uma eleição proporcional, nada mudará nesta lama.

Abraços.

Ramiro Lopes Andrade

Portugal Bipolar disse...

Boas Ramiro,

É a velha História, temos mais de 62.000 "Representantes do Povo" e 6.000 chegavam perfeitamente para gerir o território e representar convenientemente o nosso povo